Investigação Científica

A Iniciativa Gulbenkian Oceanos (IGO) financia atualmente um projeto de investigação interdisciplinar com o objetivo de determinar o valor económico dos serviços dos ecossistemas marinhos em Portugal.

Espera-se que os resultados científicos deste projeto tenham um contributo direto na adoção de novas políticas, na alteração das já existentes e na boa gestão dos ecossistemas marinhos.

O projeto de investigação é executado por centros de investigação de topo, resultando na integração das ciências naturais (CESAM, da Universidade de Aveiro) e das ciências económicas (NOVA School of Business and Economics). A abordagem interdisciplinar envolve trabalho conjunto de investigadores das ciências sociais e das ciências naturais, de forma a reduzir a separação entre estes dois campos de conhecimento.

O esforço de investigação está focado na área marinha compreendida entre Peniche e Nazaré, com o intuito de produzir um exemplo marcante de valoração económica dos serviços dos ecossistemas marinhos, e de como estes contribuem para melhorar os processos de tomada de decisão, ao mesmo tempo que melhoram a consciência ambiental sobre o ambiente marinho.

As linhas de investigação adotadas centram-se (i) na modelação de múltiplos processos e serviços dos ecossistemas relacionados entre si no contexto de tomada de decisão; (ii) nas consequências das alterações aos fluxos de serviços dos ecossistemas para o bem-estar humano; e (iii) nos instrumentos que podem ser usados para gerir os impactos humanos sobre esses serviços de forma equitativa e eficiente.

Este conhecimento irá contribuir para melhorar as metodologias de valoração atuais, por exemplo ao debruçarem-se sobre os benefícios resultantes dos ecossistemas marinhos que estão indiretamente ligados com o sistema económico e para o qual é mais difícil determinar um valor de mercado. Estão também a ser investigadas as relações mútuas entre os ecossistemas marinhos e o bem-estar, incluindo os impactos que as atividades económicas têm na capacidade dos ecossistemas marinhos continuarem a fornecer serviços adequadamente.

Os resultados finais do projeto de investigação são esperados em 2016. Estes serão úteis para que decisores, ONGs e empresas possam melhorar as suas decisões de planeamento e regulatórias aos níveis local, nacional e da UE. Até lá, os resultados preliminares do projeto vão sendo divulgados sob a forma de policy briefs, ou seja, documentos curtos destinados a diversosstakeholders e que usam linguagem para não-especialistas.

Conheça em anexo o primeiro policy brief do projeto (em inglês), onde são apresentados resultados preliminares sobre o sequestro de carbono azul, a onda gigante da Nazaré e a pescaria da sardinha.

Informação Relacionada