Conselho de Administração

A Administração da Fundação está confiada a um Conselho formado por um mínimo de três e um máximo de nove administradores. Sendo a Fundação uma instituição portuguesa e atuando sob legislação do país, a maioria dos membros do Conselho deve ter nacionalidade portuguesa.

Os mandatos dos administradores são de cinco anos e as vagas do Conselho são preenchidas por cooptação de todos os seus membros. Atualmente, o Conselho é composto pelos seguintes membros:

 


Comissão de Auditoria

Órgão do Conselho de Administração da Fundação responsável pela supervisão das funções de auditoria interna e de auditoria externa, bem como pela receção e acompanhamento de denúncias sobre a atividade da Fundação.

É constituída pelos membros não executivos do Conselho de Administração da Fundação.

Composição da Comissão de Auditoria em revisão.


Comissão de Remunerações

Órgão do Conselho de Administração da Fundação responsável pela definição da política e dos objetivos relativos à determinação das remunerações e outras compensações dos membros dos órgãos da Fundação.

É constituída por membros não executivos do Conselho de Administração da Fundação designados para este cargo.

Composição da Comissão de Remunerações em revisão.


Comité de Investimentos

Órgão de aconselhamento do Conselho de Administração da Fundação em matérias de investimentos.

É constituído por um membro não executivo do Conselho de Administração e três a cinco membros independentes de reconhecido prestígio e idoneidade, designados por períodos de 3 anos.

Composição do Comité de Investimentos:

  • Rien van Gendt (Presidente)
  • Óscar Fanjul (2018-2021)
  • Caroline Hitch (2018-2021)
  • Philip Coates (2018-2021)

Comissão Revisora de Contas

Órgão da Fundação responsável pelo controlo das contas.

É constituída pelo Diretor-Geral do Orçamento, pelo Diretor-Geral da Segurança Social e por três vogais designados respetivamente pela Academia das Ciências de Lisboa, pela Academia Nacional de Belas Artes e pelo Banco de Portugal, em representação dos Bancos e Casa Bancárias. As funções destes últimos vogais terão a duração de cinco anos, mas serão sempre renováveis.

A Comissão Revisora de Contas e uma acreditada firma de «chartered accountants» – atualmente a Ernst & Young – são as entidades responsáveis pela fiscalização permanente das contas da Fundação.

Constituição da Comissão Revisora de Contas:

  • Dr. Mário Manuel Leal Monteiro (desde 20 de fevereiro de 2018)
    Diretor-Geral do Orçamento, Ministério das Finanças
  • Dr. Tiago Preguiça (desde 19 de abril de 2021)
    Diretor-Geral da Segurança Social
  • Prof. Doutor Manuel Porto (desde 2 março 2017)
    Vogal designado pela Academia das Ciências de Lisboa
  • Prof.ª Doutora Natália Correia Guedes (desde 1 fevereiro 2015)
    Vogal designado pela Academia Nacional de Belas-Artes
  • Dr. Manuel Maçaroco Candeias (desde 16 fevereiro 1976)
    Vogal designado pelo Banco de Portugal em representação dos bancos e casas bancárias

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.