Conselho de Administração

A Administração da Fundação está confiada a um Conselho formado por um mínimo de três e um máximo de nove administradores.

Os mandatos dos administradores são de cinco anos e as vagas do Conselho são preenchidas por cooptação de todos os seus membros. Sendo a Fundação uma instituição portuguesa e atuando sob legislação do país, a maioria dos membros do Conselho deve ter nacionalidade portuguesa. Atualmente, o Conselho é composto pelos seguintes membros:

 


Comissão de Auditoria

Órgão do Conselho de Administração da Fundação responsável pela supervisão das funções de auditoria interna e de auditoria externa, bem como pela receção e acompanhamento de denúncias sobre a atividade da Fundação.

É constituída pelos membros não executivos do Conselho de Administração da Fundação:

– Embaixadora Graça Andresen Guimarães (Presidente) (2018-2023);
– Dr. Pedro Norton (2018-2023);
– Prof. Dr. Jorge Vasconcelos (2022-2027);
– Drª Cristina Casalinho (2022-2027).


Comissão de Remunerações

Órgão do Conselho de Administração da Fundação responsável pela definição da política e dos objetivos relativos à determinação das remunerações e outras compensações dos membros dos órgãos da Fundação.

É constituída por membros não executivos do Conselho de Administração da Fundação designados para este cargo:

– Dr. Pedro Norton (Presidente) (2018-2023);
– Embaixadora Graça Andresen Guimarães (2018-2023);
– Prof. Dr. Jorge Vasconcelos (2022-2027);
– Drª Cristina Casalinho (2022-2027).


Comité de Investimentos

Órgão de aconselhamento do Conselho de Administração da Fundação em matérias de investimentos.

É constituído por um membro não executivo do Conselho de Administração e três a cinco membros independentes de reconhecido prestígio e idoneidade, designados por períodos de 3 anos.

Composição do Comité de Investimentos:

– Rien van Gendt (Presidente)
– Óscar Fanjul (2018-2021)
– Caroline Hitch (2018-2021)
– Philip Coates (2018-2021)


Comissão Revisora de Contas

Órgão da Fundação responsável pelo controlo das contas.

É constituída pelo Diretor-Geral do Orçamento, pelo Diretor-Geral da Segurança Social e por três vogais designados respetivamente pela Academia das Ciências de Lisboa, pela Academia Nacional de Belas Artes e pelo Banco de Portugal, em representação dos Bancos e Casa Bancárias. As funções destes últimos vogais terão a duração de cinco anos, mas serão sempre renováveis.

A Comissão Revisora de Contas e a auditora Deloitte são as entidades responsáveis pela fiscalização permanente das contas da Fundação.

Constituição da Comissão Revisora de Contas:

  • Dr. Mário Manuel Leal Monteiro (desde 20 de fevereiro de 2018)
    Diretor-Geral do Orçamento, Ministério das Finanças
  • Dr. Tiago Preguiça (desde 19 de abril de 2021)
    Diretor-Geral da Segurança Social
  • Prof. Doutor Manuel Porto (desde 2 março 2017)
    Vogal designado pela Academia das Ciências de Lisboa
  • Prof.ª Doutora Natália Correia Guedes (desde 1 fevereiro 2015)
    Vogal designado pela Academia Nacional de Belas-Artes
  • Dr. Manuel Maçaroco Candeias (desde 16 fevereiro 1976)
    Vogal designado pelo Banco de Portugal em representação dos bancos e casas bancárias

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.