Visões de Dante. O Inferno segundo Botticelli

Nos 700 anos da morte de Dante Alighiere, apresentam-se dois excecionais desenhos de Sandro Botticelli alusivos ao «Inferno» da «Divina Comédia», pertencentes à Biblioteca Apostolica Vaticana. A exposição inclui também outras obras desta instituição, do Museu Gulbenkian e de outras coleções.

Slider de Eventos

A Fundação Calouste Gulbenkian associa-se às comemorações que assinalam os 700 anos da morte de Dante Alighieri apresentando dois desenhos sobre pergaminho de Sandro Botticelli alusivos ao «Inferno» da Divina Comédia e provenientes da Biblioteca Apostolica Vaticana. A exposição inclui igualmente edições raras da obra referencial de Dante pertencentes a esta instituição e à Biblioteca Nacional de Portugal.

Contribuindo para explorar a história editorial da Divina Comédia como peça fundamental da sua fortuna cultural ao longo dos séculos, a exposição pretende abrir uma janela de reflexão sobre questões mais gerais: a relação entre imagem poética, iconografia artística e simbologia religiosa, bem como a inscrição da palavra poética na memória coletiva por meio da sua transmissão material.

Porque o universo dantesco atravessa o tempo, mantendo viva e atualizada a mensagem da Divina Comédia, assinala-se ainda a presença de obras de Auguste Rodin e de René Lalique da Coleção Gulbenkian e uma escultura e desenhos de Rui Chafes, em estreita referência ao «Inferno» de Dante.

 

Curadoria: João Carvalho Dias

Exposição organizada pelo Museu Calouste Gulbenkian e pelo Programa Gulbenkian Cultura em colaboração com a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e com a Universidade Católica Portuguesa.

Apoio: Embaixada de Itália e Instituto Italiano de Cultura de Lisboa