A nova realidade: que reflexões podemos tirar de uma pandemia?

Ciclo Variável Mundo Novo

Slider de Eventos

A pandemia Covid-19 alterou a nossa realidade, trazendo incerteza às nossas vidas. Paralelamente, a limitação na nossa mobilidade para conter a pandemia trouxe algumas mudanças positivas. um pouco por todo o mundo, e inequivocamente nas grandes cidades, começou-se a observar uma transformação no meio ambiente. Estas mudanças levam-nos a refletir sobre o futuro que queremos viver.

Nesta sessão vamos abordar as consequências do impacto humano nos ecosistemas, nomeadamente na origem de pandemias, e vamos debater como poderemos levar inspiração destes tempos de pandemia para a construção de um futuro mais saudável e sustentável. 


TRANSMISSÃO 


Programa

Moderação de Raquel Gomes, Coordenadora do Programa Ciência + Cidadã do IGC, ITQB NOVA e Câmara Municipal Oeiras

Lounès Chikhi, Investigador Principal no Instituto Gulbenkian de Ciência e no Centre National de la Recherche Scientifique em Toulouse
Helena Freitas, Professora Catedrática do Departamento de Ciências da Vida da  Universidade de Coimbra, Coordenadora do Centro de Ecologia Funcional
Cristina Branquinho, Professora da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e Investigadora no Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais
Andreia Barbosa, Gestora na associação Circular Economy Portugal – CEP


SOBRE O CICLO

Este ciclo de três sessões vai explorar a ligação entre a ciência e a sociedade como uma ferramenta fundamental para superar a crise e para construir uma nova realidade.  Nestes tempos excecionais que vivemos, esta ligação é mais clara do que nunca. Quando conseguirmos superar esta pandemia será graças à ciência, às vacinas, aos modelos matemáticos, mas também graças ao comportamento dos cidadãos e das decisões dos nossos políticos.

O Ciclo Variável Mundo Novo é organizado pelo Instituto Gulbenkian de Ciência e está integrado no Programa Ciência Aberta a Oeiras, uma parceria entre o Instituto Gulbenkian de Ciência, o Instituto de Tecnologia Química e Biológica e a Câmara Municipal de Oeiras. 

 

Saber mais

EM PARCERIA