Não à Diabetes!

Um Desafio Gulbenkian

Estudo concebido para apoiar o SNS e o Ministério da Saúde no sentido de alertar, dar visibilidade e criar um ambiente de aprendizagem na população em geral, profissionais das Autarquias e dos Cuidados de Saúde, formadores e outros possíveis intervenientes ao nível comunitário, no que diz respeito à Diabetes enquanto problema de saúde pública.

Tendo por objetivo o envolvimento de todos e cada um no combate à progressão da Doença, fornece as ferramentas adequadas para a evitar, ou identificar os sinais de alerta, e o modelo de intervenção, a fim de reduzir o número de indivíduos em situação de alto risco (através da implementação de medidas preventivas) e de referenciar para programas de tratamento e de educação individual os portadores não conhecedores da sua situação.

O Desafio Gulbenkian Não à Diabetes! é um dos três desafios assumidos pela Fundação na sequência das recomendações contidas no relatório Um Futuro para a Saúde – todos temos um papel a desempenhar.  O objetivo é evitar que 50 mil pré-diabéticos desenvolvam a doença nos próximos cinco anos e identificar, no mesmo período, 50 mil diabéticos que desconheçam ser portadores da doença.

A implementação do Desafio é da responsabilidade da Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal, em colaboração com o Ministério da Saúde, a Direção‑Geral da Saúde, a Associação Nacional de Municípios Portugueses, a Associação Nacional das Farmácias, as farmacêuticas Merck Sharp & Dohme, Novartis e Novo Nordisk, a Fundação AstraZeneca e a Sociedade Portuguesa de Diabetologia. Terá início em municípios da Grande Lisboa, Alto Trás-os-Montes, Lezíria do Tejo e Frente Atlântica, sendo progressivamente alargado ao resto do País.

Ficha técnica

Outras Responsabilidades:

Coordenação Editorial: PG Inovar em Saúde e Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal

Edição:
1ª ed.
Idioma:
Português
Coordenação editorial:
Fundação Calouste Gulbenkian
Editado:
Lisboa, 2015
Páginas:
18

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.