Um Futuro para a Saúde

Todos temos um papel a desempenhar

Sobre o projeto

Para construir uma nova visão do Sistema Nacional de Saúde, fundada em princípios de solidariedade social, em que seja assegurada a sustentabilidade da prestação de cuidados e em que se reforcem os direitos e as responsabilidades de todos os que nele intervêm e beneficiam, a Fundação Calouste Gulbenkian lançou a 5 de fevereiro de 2013 a iniciativa “Health in Portugal: A Challenge for the Future. The Gulbenkian Platform for a Sustainable Health System”.

A comissão desta iniciativa, presidida por Lord Nigel Crisp, desenvolveu um estudo que envolveu 35 especialistas portugueses de diferentes áreas, cuja contribuição foi amplamente discutida com vista à elaboração de um documento final, que foi apresentado no dia 23 de Setembro de 2014.

O relatório “Um Futuro para a Saúde” identifica problemas concretos e lança três desafios que a Fundação Gulbenkian assumiu:

(1) Reduzir a incidência das infeções hospitalares;

(2) Suster o crescimento da incidência de diabetes; e

(3) Ajudar Portugal a tornar-se um exemplo de boas práticas na saúde e no desenvolvimento das crianças dos 0 aos 6 anos.

 

Entrevista a Lord Nigel Crisp

Informação Relacionada