Apoiar o setor agrícola a usar a água de forma mais sustentável

Está aberto o concurso que pretende, através de um trabalho de proximidade, apoiar o setor agrícola a adotar práticas de rega mais eficientes.

Que Portugal enfrenta risco de escassez de água nos próximos 20 anos deixou de ser novidade. E que a atividade agrícola, centrada no regadio, consome 75% da água utilizada em Portugal também já foi divulgado por ocasião da apresentação do estudo “O Uso da Água em Portugal”, encomendado pela Fundação Calouste Gulbenkian ao C-Lab.

É com o intuito de promover a transição para uma agricultura mais sustentável do ponto de vista hídrico e de acelerar a adoção de novas tecnologias de rega e de gestão de água que a Fundação Calouste Gulbenkian lança este concurso.

Apostada em trabalhar, em primeira instância, com o setor que mais sofrerá com a escassez de água – o setor agrícola – é feita uma aposta na formação dos agricultores, na partilha de conhecimentos práticos (demonstração entre pares) das soluções existentes e do seu grau de eficiência, na promoção de um trabalho em rede, num contexto de proximidade.

Embora a iniciativa se destine a todo o setor agroalimentar e se pretenda promover o trabalho em rede entre agricultores, apenas se podem candidatar pessoas coletivas, públicas ou privadas, sem fins lucrativos, que sejam o elemento agregador e coordenem o projeto à volta de uma cultura específica, ao longo de uma campanha. Além disso, apenas serão elegíveis projetos com impacto direto em Portugal.

 

Candidaturas
Atualização em 23 julho 2021

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.