Dia Calouste Gulbenkian

Entrega dos Prémios Gulbenkian e dois concertos de entrada gratuita

Para assinalar a data em que Calouste Gulbenkian morreu em Lisboa, aos 86 anos de idade, no dia 20 de julho serão entregues os Prémios Gulbenkian 2017. Neste dia, haverá ainda dois concertos, um com a Orquestra Gulbenkian e outro com a fadista Gisela João.

A cerimónia de entrega dos Prémios Gulbenkian inicia-se às 18:00, no Anfiteatro ao Ar Livre da Fundação. O Prémio Calouste Gulbenkian, que distingue pessoas singulares ou coletivas que se tenham destacado internacionalmente na defesa e na concretização dos direitos humanos, este ano será entregue na área dos refugiados. O vencedor, que será escolhido entre 38 candidatos por um júri presidido por Jorge Sampaio, terá um prémio no valor de 100 mil euros.
Os Prémios Gulbenkian Coesão, Sustentabilidade e Conhecimento, no valor de 50 mil euros cada, serão entregues aos vencedores das diferentes áreas, escolhidos entre as 272 candidaturas recebidas. O júri nacional é presidido por António Feijó e integra Henrique Leitão, Miguel Tamen, Sofia Guedes Vaz, João Ferrão, Teresa Mendes e Paula Guimarães.

No encerramento desta cerimónia, pelas 19:00, a Orquestra Gulbenkian, dirigida por José Eduardo Gomes e com os solistas Agostinho Sequeira (percussão) e Haïg Sarikouyoumdjian (duduk), interpretam obras de Jennifer Higdon e de Ludwig van Beethoven, num concerto de entrada gratuita.

Às 21:30, Gisela João sobe ao palco do Grande Auditório para cantar fados de Nua, o disco que lançou no final do ano passado. Neste concerto, que marca também o encerramento do Jardim de Verão, Gisela João presta homenagem a algumas das suas grandes referências musicais – Amália Rodrigues, Beatriz da Conceição, Argentina Santos, Chavela Vargas e Cartola – e dá voz às palavras de alguns poetas da atualidade – como a rapper portuense Capicua ou a poetisa Ana Sofia Paiva.

Os concertos são de entrada gratuita, sujeita ao levantamento de bilhete e à lotação dos espaços.

 

Saber mais