Révolution École 1918-1939

De Joanna Grudzinska

Slider de Eventos

Esta é a história de uma “revolução de veludo” – pacífica, sem brutalidade – a da educação. É também a história de um sonho interrompido, cujo surgimento, desaparecimento e ressurgimento se conseguem acompanhar através de documentos de arquivo, mais ou menos esquecidos.

No rescaldo da Primeira Guerra Mundial, na Europa, há quem aponte a escola – “fábrica de submissão” – como catalisadora do desastre. No intervalo entre a Primeira e a Segunda Guerras, tentam-se experiências pedagógicas, mais radicais, de conceptualização de uma escola outra, de construção de paz.

Rudolf Steiner, Maria Montessori, Célestin Freinet, Alexander S. Neill, Ovide Decroly, Paul Geheeb ou Janusz Korczak são algumas das figuras carismáticas que impulsionam esse contramovimento que procurava modos de educação não punitivos e emancipatórios. A invenção de uma nova escola.

Inserida na programação do ciclo dança não dança, esta sessão é seguida por uma conversa sobre Arte e Educação que integra as comemorações do centenário do nascimento de Madalena Perdigão, reunindo à mesma mesa várias gerações de artistas e pedagogos, como Ana Marques Gastão, Maria Emília Brederode Santos, Patrícia Portela e João Fiadeiro.

Imagem © Les Films du Poisson

Joanna Grudzinska (1977, Polónia) estudou filosofia em Paris e cinema em Bruxelas. Trabalhou como autora, realizadora, diretora de casting, produtora e atriz. Colabora regularmente com os realizadores Emmanuel Finkiel, Bertrand Bonello, Eyal Sivan Sivan e Werner Schroeter. Escreveu e realizou médias-metragens, apresentadas em canais como o ARTE e a France Television, bem como em numerosos festivais.

dança não dança

Este evento insere-se no ciclo de (re)performances, filmes e conversas que constitui o primeiro eixo do programa dança não dança – arqueologias da Nova Dança em Portugal. Saber mais


Ficha técnica

Realizadora

Joanna Grudzinska

Produção

Estelle Fialon

Autores

Joanna Grudzinska, Léa Todorov, Laurent Roth, François Prodromidès

Montagem

Raphaëlle Martin-Holger, Catherine Zins

Música

Sébastien Gaxie

Investigação

Véronique Nowak

Produção executiva

Claire Babany

Edição de som

Josefina Rodriguez

Mistura

Mathieu Farnarier

Produção

Les Films du Poisson

Coprodução

Arte France

A Fundação Calouste Gulbenkian reserva-se o direito de recolher e conservar registos de imagens, sons e voz para a difusão e preservação da memória da sua atividade cultural e artística. Caso pretenda obter algum esclarecimento, poderá contactar-nos através do formulário Pedido de Informação.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

Este website usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. Podendo também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.