Círculo e Tabela. História, Ciência e Design

Slider de Eventos

Um curioso manuscrito deu origem à quinta edição de «O Poder da Palavra». Nesta conferência, um painel de oradores interpreta esta obra a partir de perspetivas diversas, desde a matemática ao design.

Esta conferência realiza-se no âmbito da exposição O Poder da Palavra. A Oferta ao Imperador: Círculos de Conhecimento e coloca em discussão a obra que lhe é central: um manuscrito árabe do século XIX de Tuḥfat al-Khāqān, uma deslumbrante e enigmática coleção de diagramas enciclopédicos.

Este objeto será abordado de duas formas diferentes: de um ponto de vista conceptual/histórico e de um ponto de vista visual e gráfico, através da participação de especialistas académicos e de designers e calígrafos contemporâneos.

Os temas em debate serão as relações entre a metafísica e a geometria, entre as ciências esotéricas e cosmológicas e a transferência de conhecimentos através das culturas euro-asiáticas, da Antiguidade até aos dias de hoje.


Oradores


Programa

09:30 / Boas-vindas

10:00 / Abertura

Guilherme d’Oliveira Martins – Fundação Calouste Gulbenkian, LisboaAntónio Filipe Pimentel – Museu Calouste Gulbenkian, Lisboa

10:10 / Apresentação do Projeto «O Poder da Palavra V. A Oferta ao Imperador: Círculos de Conhecimento»

Jessica Hallett – Museu Calouste Gulbenkian, Lisboa

10:20 / O Manuscrito Tuḥfat al-Khāqān da Coleção Gulbenkian: Luzes e Sombras de um Imigrante Misterioso

Esta apresentação analisa os detalhes do manuscrito Tuḥfat al-Khāqān, permitindo a visualização de muitas das páginas que não se encontram presentemente expostas e analisando algumas das subtilezas do seu grafismo na sua relação com os textos. Comparar-se-ão também as páginas do manuscrito da Coleção Gulbenkian com as de outros pertencentes a coleções de todo o mundo, para melhor avaliar o impacto dos danos causados pelas cheias no trabalho de curadoria.
Inês Bénard da Costa – ERC Rutter Project – Making the Earth Global, LisboaJuan Acevedo – ERC Rutter Project – Making the Earth Global, Lisboa— Intervalo 20 min. —

11:20 / Conceitos Circulares em Matemática, Teologia e Lógica

Partindo do símbolo do nada, representado por um pequeno círculo, e passando pelos círculos da alma humana e do universo, esta apresentação conclui-se com a disposição dos argumentos em forma circular, terminando onde se iniciaram (exceto que um círculo não tem início).
Charles Burnett – Warburg Institute, University of London

12:00 / Tabelas da Eclíptica e do Equador Celeste na China

Existem exemplares conservados de tabelas chinesas, criadas a partir do século VIII, que apresentam as demarcações da eclíptica e do equador celeste. A tabela mais antiga que se conhece mostra os signos do zodíaco, que tinham sido recentemente introduzidos da Índia, enquanto outras apresentam um caráter astrológico. As alterações visíveis nestas tabelas ao longo dos séculos revelam como os chineses compreendiam os conceitos astronómicos estrangeiros através do seu próprio sistema.
Jeffrey Kotyk – Università di Bologna— Intervalo 90 min. —

14:30 / Visualizar Esferas de Conhecimento

Esta apresentação será uma viagem através de milénios de representação gráfica de informação em forma circular na arquitetura, planeamento urbano, belas-artes, design, moda, tecnologia, religião, cartografia, biologia, astronomia e física, num festim visual para os entusiastas da infografia. Desde os diagramas de Venn e das primeiras cartas celestes até ao símbolo de risco biológico em forma de trifólio e ao logótipo corporativo da Target, Manuel Lima oferece-nos uma história da obsessão persistente da humanidade por tudo o que é circular e uma taxonomia única das muitas variedades de diagramas circulares.
Manuel Lima – Interos

Em Torno dos Pigmentos: Cruzar a História com a Ciência

As cores encontradas na natureza, como as dos minerais e dos animais, ou as produzidas sinteticamente, foram transformadas em tintas para embelezar as páginas dos manuscritos durante séculos. Nesta apresentação, descobrimos os pigmentos que deram origem às oito cores utilizadas para complementar as linhas, círculos e desenhos do manuscrito recentemente descoberto no Museu Gulbenkian.
Ana Claro – CHAM – Centro de Humanidades, Lisboa

15:30 / A Arte como Guardiã do Conhecimento

Uma visita guiada a algumas das obras da artista que são, elas próprias, diagramas cosmológicos, proporciona uma visão sobre as decisões tomadas e sobre as técnicas que entram em jogo quando se trata de traduzir informação, que pode ter múltiplas camadas, em imagens abstratas.
Joumana Medlej – Londres

16:10 / Círculos de Conhecimento nos Escritos Filosóficos de Fernando Pessoa sobre o Islão

Esta comunicação pretende abordar um conto filosófico do jovem Fernando Pessoa, que trata de teologia e filosofia islâmicas, e que aborda a forma do círculo como metáfora islâmica do conhecimento, inclusivamente a nível teológico e ontológico. Serão mostradas imagens de manuscritos de Fernando Pessoa e será discutida uma possível fonte bibliográfica do conto, nomeadamente «Cérémonies et coutumes religieuses de tous les peuples du monde», de Jean-Frédéric Bernard e ilustrada por Bernard Picart (1723-1743), uma obra que faz parte da coleção do Museu Calouste Gulbenkian.
Fabrizio Boscaglia – Universidade Lusófona, Lisboa

16:40 / Debate

17:00 / Visita ao Museu

Relacionados

Definição de Cookies

Definição de Cookies

Este website usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. Podendo também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.