Apresentação do Estudo dos Valores Europeus

Event Slider

O que pensam os portugueses sobre o trabalho? E os holandeses sobre a família? Que posições defendem os franceses em relação à religião? É a estas e muitas outras questões que responde o Estudo dos Valores Europeus (EVS), um dos mais antigos estudos de atitudes e valores realizados na Europa e que permite conhecer crenças, preferências, atitudes, valores e opiniões de cidadãos de toda a Europa.

Projeto único no que toca à monitorização e ao mapeamento de valores na Europa, recolhe uma quantidade riquíssima de informação nas mais diversas áreas – política, vida em sociedade, questões relacionadas com a perceção de bem-estar e felicidade, moralidade, movimentos migratórios, o papel de Estado-Providência, as redes sociais, as alterações climáticas entre outras –e permite traçar um perfil para cada país, descobrir o que nos aproxima e o que nos distancia de cidadãos de outros países europeus, identificar e comparar tendências de estabilidade ou de mudança nas últimas três décadas, em Portugal e nos restantes países europeus. É pois um estudo que pode interessar a um público muito vasto, que vai da academia aos decisores políticos, passando por professores, alunos dos diversos níveis de ensino, jornalistas e público em geral.

A quinta edição do Estudo dos Valores Europeus, agora apresentado, contou com a participação de 34 países. Em Portugal foi coordenada pelos investigadores do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, Pedro Magalhães e Alice Ramos e contou com o apoio financeiro da Fundação Calouste Gulbenkian, da Fundação “la Caixa” e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.


TRANSMISSÃO


PUBLICAÇÕES

 


PROGRAMA

 

15:00   Abertura

 

15:10   Apresentação do Estudo

Alice Ramos, Investigadora auxiliar do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
Pedro Magalhães, Investigador principal do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa

 

15:30   Apresentação do Policy brief

Crise de Confiança: Como é que os Europeus veem o seu lugar no mundo

Elaborado pelo European Council on Foreign Relations

Raquel Vaz-Pinto, Membro da Comissão Científica do Fórum Futuro

 

15:40   Debate

Moderação de Miguel Poiares Maduro, Presidente da Comissão Científica do Fórum Futuro

Alexandre Homem Cristo, Investigador e Especialista em políticas de educação
Edalina Sanches, Membro da Comissão Científica do Fórum Futuro
Margarida Gaspar de Matos, Professora Catedrática da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa
Rui Tavares, Investigador associado no Centro de Estudos Internacionais do ISCTE/IUL

 

16:45   Encerramento


ORADORES

Alice Ramos, PhD em Sociologia, é investigadora auxiliar no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Os seus interesses de investigação têm-se centrado no cruzamento de duas linhas de pesquisa: o impacto da articulação entre fatores individuais (valores e atitudes) e estruturas sociais no desenvolvimento de atitudes discriminatórias, nomeadamente face aos imigrantes e refugiados, numa perspetiva multinível; metodologias de estudos trans-nacionais e longitudinais. Iniciou, recentemente, uma linha de pesquisa dedicada ao estudo da formação dos valores e das atitudes discriminatórias na infância e na adolescência.

É desde janeiro de 2018 Coordenadora Nacional do European Social Survey-ERIC e do European Values Study.

Em conjunto com Jorge Vala e Cicero Pereira fundou em 2009 a Escola de Verão de Métodos Avançados em Análise de Dados do ICS-ULisboa. Presentemente é Coordenadora das Escolas de Verão/Inverno do ICS-ULisboa.

PedroMagalhaes

Pedro Magalhães é Investigador Principal no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Os seus interesses de investigação incluem áreas como a opinião pública, as atitudes políticas, o comportamento eleitoral e o papel político dos tribunais. Obteve o seu Ph.D. em Ciência Política na Ohio State University em 2003.

Miguel-PoiaresMaduro

Miguel Poiares Maduro é presidente da Comissão Científica do Fórum Gulbenkian Futuro.

Professor e antigo diretor da School of Transnational Governance do Instituto Universitário Europeu, é também detentor da Cátedra VdA em digital governance na Católica Global School of Law. Licenciado pela Faculdade de Direito de Lisboa e doutorado pelo Instituto Universitário Europeu de Florença, foi advogado-geral no Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias e professor da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, bem como Ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional do Governo da República Portuguesa.

AHC

Alexandre Homem Cristo é mestre em Política Comparada pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Fez gestão de projetos internacionais financiados pela Comissão Europeia, nomeadamente na área da Educação, em parceria com a Direcção-Geral de Educação. Fundou e preside a QiPP — Smart Public Policy, que contribui com abordagens evidence-based a desafios sociais. Colunista do Observador, publica regularmente ensaios de análise a políticas públicas de educação. Integra o Conselho Consultivo da SEDES.

Foi conselheiro do Conselho Nacional de Educação e desempenhou funções de assessor parlamentar no âmbito da Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura. Tem várias publicações na área das políticas públicas de educação, entre as quais o estudo Escolas para o Século XXI (FFMS, 2013) e capítulos temáticos em obras coletivas – como Ética Aplicada: Educação (Edições 70, 2018) e Lei de Bases do Sistema Educativo. Balanço e Prospetiva, Vol. 2 (CNE, 2017).

Edalina-Sanches

Edalina Sanches é membro da Comissão Científica do Fórum Gulbenkian Futuro e professora auxiliar no ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. Anteriormente exerceu atividades de docência e/ou investigação no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e na Universidade do Minho. Tem pesquisado sobre democracia, protesto popular, comportamento político e instituições políticas, com foco em África. Lidera, desde 2021, um projeto (FCT) que examina a forma como os políticos representam interesses locais no Gana e África do Sul.

Edalina-Sanches

Psicóloga Clínica e da Saúde. Professora Catedrática na Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa (Cátedra em Saúde Internacional). Coordenadora do Grupo “G2 – Supportive Environments” do Instituto de Saúde Ambiental da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Vogal do Conselho de Prevenção e Intervenção da EFPA (Federação Europeia das Associações de Psicólogos) em representação da Ordem dos Psicólogos Portugueses e membro do Comité Executivo da EUPHA / CAPH (Associação Europeia de Saúde Pública / Saúde Pública da Criança e do Adolescente). Membro do Conselho Científico do EMCDDA (Centro Europeu de Monitorização das Drogas e da Dependência de Drogas). Coordena a Task Force governamental de ciências comportamentais aplicada ao contexto da pandemia de Covid-19. Membro da Task Force para preparar o retorno às escolas após o confinamento. Autora e coautora de mais de 400 publicações científicas. Avaliadora especialista em diversas instituições e organismos nacionais e internacionais. Larga experiência na coordenação de projetos de investigação nacionais e internacionais na área da saúde e bem-estar e supervisão de trabalhos de investigação de doutoramento.

Rui-Tavares

Rui Tavares é escritor, historiador e ensaísta. Publicou vários livros, sobretudo de não-ficção, sobre temas históricos ou políticos, incluindo O Pequeno Livro do Grande Terramoto (2005), A Ironia do Projeto Europeu (2012) e Esquerda e Direita: Guia Histórico para o Século XXI (2015). Ex-deputado no Parlamento Europeu, onde foi relator para as questões de refugiados e direitos fundamentais; Doutor em História pela École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris, investigador associado no Centro de Estudos Internacionais do ISCTE/IUL e membro integrado do Instituto de Filosofia da Universidade Nova de Lisboa.