Ensaios e Artigos (1951-2007). Vol. III

– Agustina Bessa-Luís

Último de três volumes que reúnem 56 anos de colaboração de Agustina Bessa-Luís com a imprensa, sob a forma de textos publicados em diversos órgãos de comunicação social, laboriosamente recuperados por Lourença Baldaque que aqui faz prova de um profissionalismo e uma dedicação a todos os títulos notável. A obra é acompanhada de um completíssimo Índice de Títulos e um não menos completo Índice de Publicações — já presentes dos dois primeiros volumes — mas acrescem a este derradeiro volume três outros preciosos Índices: o Onomástico, o Toponímico e, para a sua plena compreensão, um Índice Geral. Todos remetem para a totalidade da obra.

Este terceiro volume agrupa os últimos 16 anos de ensaios e artigos (1991-2007) continuando a revelar-nos a genial originalidade do pensamento de Agustina e o seu modo particular de olhar o mundo.

Em 1991, a escritora alternou a sua colaboração em todos os números da revista K com a sua coluna no Diário de Notícias; em 1992 prosseguiu a colaboração semanal com o DN com “A Árvore de Espinho”, título que subsistiu até dezembro do ano seguinte. Entre 1993 e fevereiro de 1996 a coluna passou a chamar-se Opinião: Crónicas e constituiu a quase totalidade dos textos coligidos. Os anos de 1997 e 1998 foram integralmente dedicados à revista Factos, sob o título genérico de “Opinião: Do pé para a mão”, e de 1999 é apenas recolhida uma colaboração com o JL — Jornal de Letras, Artes e Ideias. Mas é em 2000 que Agustina retoma a colaboração que mais a identifica, com a alegria de quem encontrou finalmente “o tom certo” e o consegue transmitir ao leitor. Sucedeu em O Independente, com a rubrica “As Sete Chaves de Agustina Bessa-Luís” e que se mantém até março do ano seguinte. Foi uma prestação praticamente exclusiva. A partir de maio 2001 a sua produção decresce paulatinamente e, se nos dois anos seguintes apenas produziu dois textos, embora muito mais extensos (Egoísta e Camões), o ano de 2004 ficou marcado por não ter sido recolhido nesta coletânea qualquer escrito de Agustina. A partir de 2005 começa a acentuar-se a preferência demonstrada pelas revistas (Expresso, Visão, Egoísta), mas é no ano seguinte que Agustina retoma as suas colunas regulares, desta feita no Jornal de Notícias, com “As Notas Verdes” (I-VII). O Vol. III de Ensaios e Artigos, com o seu término temporal anunciado em 2007, apenas recolhe desse ano um texto da revista Autêntica com enorme carga simbólica se lido em retrospetiva, sobre os talentos de Alexandre da Macedónia.

 

O preço corresponde aos três volumes da obra, que são vendidos em conjunto.

Ficha técnica

Outras Responsabilidades:

Recolha e organização: Lourença Baldaque

Edição:
2.ª
Idioma:
Português
Editado:
Lisboa, 2017
Entidade
Fundação Calouste Gulbenkian
Dimensões:
165 x 231 mm
Capa:
Encadernado
Páginas:
982
ISBN:
978-972-31-1589-5
Atualização em 05 abril 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.