Obra completa II

Francisco Rebelo Gonçalves

É monumental a contribuição de Francisco Rebelo Gonçalves (1907-1982) para o estudo, conhecimento, divulgação, defesa, enfim, para o culto do idioma pátrio.

Após o volume I desta Obra Completa, preenchido por estudos de Filologia Clássica e prefaciado por um eminente classicista, discípulo de Rebelo Gonçalves, este volume II é de consagração da Língua Portuguesa. Sendo a língua o fator mais relevante da nossa identidade e projeção universal, são do mais alto interesse da cultura do País e da imagem que dele se faz.

O País assistiu – e reagiu: é bom sintoma da gente portuguesa! – ao clima de suspeição que, do Norte ao Sul, se originou, quando ouviu falar de que passaríamos a usar uma nova ortografia. Reação compreensível por parte de quem não sabia ao certo aquilo que era tomado como uma imposição, para mais vinda de fora. Faltaram textos explicativos, antes de se anunciar a decisão proveniente de alguns, e faltaram nomes que garantissem a veracidade e oportunidade (que se entendia política) nas medidas ortográficas a introduzir na alteração das regras, científica e legalmente aprovadas pelo acordo de 1945, quando brilhou, com uma autoridade por todos respeitada e reconhecida, a figura de Rebelo Gonçalves, linguista, lexicógrafo, gramático, senhor do domínio do tesouro lexical português autêntico.

É toda esta autoridade, que é obra de devoção dar a conhecer aos portugueses, que as páginas deste volume testemunham.

Clássico não é tão-só o escritor antigo; clássico é tanto o antigo como o moderno, desde que fique por modelo para sempre. Assim, Francisco Rebelo Gonçalves é, por direito próprio, mercê do altíssimo nível da sua elocução, oral ou escrita, um clássico da Língua Portuguesa.

Os trabalhos de Rebelo Gonçalves são o caminho mais seguro que conduz à revelação e ao conhecimento exato dos segredos infindáveis do nosso idioma.

 

(Da introdução de Justino Mendes de Almeida)

Ficha técnica

Outras Responsabilidades:

Nota prévia: Maria Isabel Rebelo Gonçalves

Edição:
1ª ed.
Coordenação editorial:
Fundação Calouste Gulbenkian
Editado:
Lisboa, 1999
Páginas:
Vol. 2., 553
ISBN:
972-31-0833-X