Colóquio/Letras 192

mai – ago 2016

Vergílio Ferreira / Federico García Lorca

Um novo número da revista Colóquio/Letras no ano de 2016 não podia deixar de celebrar o centenário do nascimento de Vergílio Ferreira, que nos deixou, indiscutivelmente, uma das obras mais significativas da segunda metade do século XX, na dupla vertente de romancista e de filósofo. São apresentadas diversas perspetivas da sua escrita ficcional, sendo igualmente de referir a análise das notas com que ele sublinhava os seus livros de eleição, entre os quais se destacam as obras de André Malraux a quem dedicou um importante estudo.

Também neste ano se cumprem oitenta anos sobre o início da Guerra Civil de Espanha, um dos mais sangrentos conflitos do século XX, que antecipou a II Guerra Mundial e foi o campo de ensaio para as potências nela participantes. Com a colaboração da Professora Encarna Alonso, da Universidade de Granada, evocamos Federico García Lorca que, no ano de 1936, e nessa mesma cidade, foi capturado e fuzilado pelas forças que se levantaram contra a República. Tal assassinato teve um amplo eco em Portugal, justificando-se inteiramente esta memória de um poeta que tanto influenciou, com a sua escrita luminosa e límpida, a poesia de um Eugénio de Andrade, que foi seu tradutor.

O presente volume reúne ainda dois estudos sobre a literatura para a infância e a poesia de Manuel António Pina, um artigo sobre o fascínio de Fernando Pessoa pelo esoterismo e uma análise de um conto de Mário de Carvalho em interlocução com Jorge Luis Borges.

O número inclui páginas inéditas de ficção de Isabel Rio Novo e ilustrações de Luis Manuel Gaspar.

 

Sumário

 

Ficha técnica

Outras Responsabilidades:

Nuno Júdice (dir.)

Idioma:
Português
Editado:
Lisboa, 2016
Entidade
Fundação Calouste Gulbenkian
Dimensões:
170 x 245 mm
Páginas:
288