Revista Colóquio/Letras

A revista Colóquio/Letras nasceu em 1971, a par da Colóquio/Artes, resultantes da cisão da Colóquio, Revista de Artes e Letras (1959-1970).

De caráter vincadamente ensaístico e admitindo uma grande pluralidade de pontos de vista, incluindo quer artigos de investigação quer leituras críticas da atualidade editorial, a Colóquio/Letras publica inéditos de poesia e ficção de autores contemporâneos, consagrados e jovens. Dedica-se quase em exclusivo às literaturas de língua portuguesa, o que abrange não só a nossa mas também a brasileira, as africanas de expressão portuguesa e a galega. Conta com um vastíssimo número de colaboradores, tanto portugueses como estrangeiros estudiosos das referidas áreas.

Os pressupostos enunciados no editorial do primeiro número mantêm-se ainda hoje: a revista é na maior parte «destinada ao estudo de modo não puramente erudito, não polémico, não meramente divulgativo, antes serenamente reflexivo, problemático, ensaístico», e apenas faz «uma discriminação, a de qualidade», apenas impõe «uma norma: a da tolerância, do respeito mútuo».

Nesta página, o leitor encontra os sumários dos números mais recentes, mas também terá acesso aberto às revistas publicadas até 2015 (do n.º 1 ao n.º 190), à medida que ela forem sendo divulgadas.

Ver Revistas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.