Rumo a Glasgow

Climes to go: a race for our planet

A Fundação Calouste Gulbenkian está a apoiar uma verdadeira corrida contra o tempo, pelo combate às alterações climáticas, rumo a Glasgow, cidade que em novembro de 2021 acolhe a Conferência das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas – COP26.

A iniciativa Climes to Go traduz-se numa competição de sustentabilidade entre três equipas de quatro pessoas que, com início a 22 de outubro, serão protagonistas de uma viagem entre Cascais e Glasgow da forma mais sustentável possível e com o maior impacto positivo nas comunidades.

Ao longo da viagem as equipas terão de monitorizar tanto a sua pegada hídrica, como a sua pegada carbónica, bem como dar resposta a desafios previamente definidos. Cada equipa terá́ também um orçamento em “climas” (uma moeda fictícia que avalia as suas escolhas) que perdem ou ganham de acordo com as diversas opções ao longo da viagem (consumo de água, meios de transporte utilizados, alimentação, alojamento e performance ao realizar os desafios e tarefas). A equipa vencedora será a que terminar a competição com o saldo mais elevado.

Com esta iniciativa pretende-se demonstrar a viabilidade dos diferentes modos de transporte (em alternativa aos combustíveis fósseis) para percorrer longas distâncias e também ilustrar o impacto das nossas escolhas e dos nossos comportamentos no dia-a-dia.

Os três temas escolhidos para as equipas explorarem durante a viagem são: Água; Energia; e Produção e Consumo Sustentável. A Equipa Energia irá representar a participação da Fundação Calouste Gulbenkian neste desafio, promovido pela Get2C e a Earth Watchers em parceria com a Câmara Municipal de Cascais e a Embaixada Britânica.

As equipas farão relatos da sua viagem que serão publicados nas redes sociais do projeto, garantindo a disseminação da competição e dos desafios e soluções alcançadas. A viagem, com final a 2 de novembro, culminará numa intervenção na COP26 em Glasgow, onde os participantes terão a oportunidade de partilhar a sua experiência.

 

Equipa Energia

Conheça a equipa que representa a Fundação neste desafio.

Tiago Marques
Francisco Cordeiro de Araújo
Sara Alves
Mariana Almeida

22 outubro 2021 – Dia 1

A Equipa Energia partiu de Cascais, com uma primeira paragem logo em Carcavelos, na NOVA SBE, para conhecer o projeto BIOS, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian. Aqui estão a ser desenvolvidas hortas urbanas (mais eficientes que as normais) em espaços desaproveitados que podem aumentar a eficiência energética dos edifícios.

23 de Outubro – Dia 2

No segundo dia, rumaram a Madrid. Visitaram o Museu Nacional das Ciências Naturais, onde ficaram a compreender o papel dos museus como agentes ativos na consciencialização da sociedade para comportamentos mais sustentáveis e responsáveis, aliando três pilares fundamentais: investigação, conservação e comunicação.

24 de Outubro – Dia 3

No terceiro dia, em Barcelona, cruzaram-se com a Sustainn: consultora en economia circular. Com eles, compreenderam como as empresas, startups e municípios podem utilizar os princípios da economia circular para construir produtos, serviços e cidades mais sustentáveis.

25 de Outubro – Dia 4

O quarto dia foi passado em viagem. Entre autocarro, comboio e metro, a Equipa Energia teve a oportunidade de refletir sobre o que viveu nos primeiros dias e preparar o que ainda estaria para vir no caminho até Glasgow.

26 de Outubro – Dia 5

No quinto dia, em Paris, com a ajuda da Delegação em França da Fundação Calouste Gulbenkian, estabeleceram contactos com a Enercoop, uma cooperativa pioneira no fornecimento de energia elétrica verde em França que os sensibilizou para a importância de colocar a comunidade e o cidadão no centro da transição energética.

27 de Outubro – Dia 6

No sexto dia, ainda em Paris, foram até à cidade universitária ouvir o que pensam os estudantes de várias partes do mundo sobre os desafios que o nosso planeta enfrenta. Deram voz a diferentes perspetivas desde o Chile ao Camboja, da Alemanha às Filipinas.

28 de Outubro – Dia 7

A caminho do Reino Unido, pararam em Calais (França). Visitaram a Caritas France e a L’Auberge des Migrants para conhecer a situação dramática de milhares de migrantes. Com o impacto das alterações climáticas em várias regiões do mundo, teme-se que a migração forçada em massa aumente drasticamente nas próximas décadas.

29 de Outubro – Dia 8

Em Londres, a Equipa Energia visitou a delegação da Fundação Calouste Gulbenkian no Reino Unido e aliou-se a um dos seus parceiros, o movimento #OneLess, que conta com o apoio do Mayor of London, para uma ação de sensibilização sobre a importância dos oceanos e rios no combate às alterações climáticas.

30 de Outubro – Dia 9

No nono dia, o cansaço era visível após tantos dias na estrada. Ainda assim, não baixaram os braços e exploraram a cidade de Londres com a ajuda de locais, cruzando-se com diversas manifestações.

31 de Outubro – Dia 10

Foi no dia 31 que, com as restantes equipas, chegaram a Glasgow com as restantes. Depois do privilégio de serem pioneiros nesta primeira edição da corrida pelo nosso planeta, participaram num evento da COP26 que lhes permitiu partilhar a experiência e aquilo que aprenderam ao longo da sua aventura, dando voz às pessoas com que se cruzaram pelo caminho.


Utilização de Cookies

Definições de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.
Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Definições de cookies" abaixo.