Pelo prazer de fazer música

A Orquestra Geração e a Orquestra Gulbenkian encontram-se para dois concertos.

A Gulbenkian Música apresenta, nos dias 19 e 20 de fevereiro, dois concertos em espaços não convencionais com a Orquestra Geração e a Orquestra Gulbenkian. Os concertos têm lugar no dia 19 de fevereiro, às 21h, no Pavilhão Paz e Amizade de Loures e no dia 20 de fevereiro, às 18h, no Cine-Teatro D. João V, na Damaia.
A Orquestra Geração é um projeto pedagógico de inclusão social através da música inspirado no El Sistema, o Sistema de Orquestras Infantis e Juvenis da Venezuela. O El Sistema é mundialmente reconhecido não só pelos resultados positivos que alcançou ao nível da integração social dos jovens participantes, como também por ter catapultado para a cena internacional músicos com um mérito inquestionável, como é o caso dos maestros Dietrich Paredes e Gustavo Dudamel ou do trompetista Pacho Flores.

Tal como na Venezuela, a Orquestra Geração firmou em Portugal a sua principal missão, a integração e inclusão sociais através da música, e também formou jovens músicos talentosos, que a Gulbenkian Música pretende valorizar com a programação destes dois concertos, que colocam lado a lado os músicos de ambas as orquestras.

Ao longo de vários dias, as orquestras vão ensaiar, criando sinergias numa lógica de aprendizagem mútua, para apresentar um programa dirigido pelos maestros José Eduardo Gomes e José Jesús Olivetti, com peças dos compositores Zoltan Kodály, Joly Braga Santos, Ludwig van Beethoven, Giuseppe Verdi, Piotr Ilitch Tchaikovsky e Arturo Márquez.

Os concertos estão integrados numa nova linha de intervenção da Gulbenkian Música, que tem como objetivo criar um diálogo entre a Orquestra e o Coro Gulbenkian e as comunidades que menos acesso têm à música. Em junho de 2016 terá lugar um segundo momento que se enquadra nesta linha: a apresentação, no Grande Auditório, da ópera semi encenada “Don Giovanni”, um projeto desenvolvido pela Sociedade Artística e Musical dos Pousos (SAMP), com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian – Programa PARTIS e com a participação, entre outros, de jovens reclusos do Estabelecimento Prisional de Leiria.