Dia Calouste Gulbenkian, 20 julho

Um dia dedicado a Calouste Gulbenkian com prémios para entregar e um concerto que junta a Orquestra Gulbenkian à Orquestra Geração.

Antes da cerimónia de entrega dos Prémios Gulbenkian, marcada para as 18h30, pode ver o que Joaquim Sapinho imaginou para o Museu Calouste Gulbenkian depois de estudar atentamente a sua coleção de arte e a vida de Calouste. O cineasta é o Convidado de Verão do Museu e a exposição é inaugurada neste dia, às 17h30.

Uma hora depois, o Grande Auditório recebe a entrega do Prémio Calouste Gulbenkian, que distingue pessoas singulares ou coletivas que se tenham destacado internacionalmente na defesa e na concretização dos direitos humanos. Este ano o tema é o da Liberdade de Expressão, Informação e Imprensa. O vencedor, que será escolhido entre 36 candidatos por um júri presidido por Jorge Sampaio, terá um prémio no valor de 100 mil euros.

Os Prémios Gulbenkian Coesão, Sustentabilidade e Conhecimento, no valor de 50 mil euros cada, serão entregues aos vencedores das diferentes áreas, escolhidos entre as 130 candidaturas recebidas. O júri nacional é presidido por António Feijó e integra Henrique Leitão, Miguel Tamen, João Ferrão, Teresa Mendes, Elisabete Figueiredo e António Miguel.

Logo de seguida, a Orquestra Gulbenkian e a Orquestra Geração, dirigidas por José Eduardo Gomes, farão o concerto de encerramento do Dia Calouste Gulbenkian. A entrada é gratuita, sujeita ao levantamento de bilhete e à lotação do Grande Auditório.