À Margem do Cinema Português

A partir de um projeto de investigação, desenvolvido na Universidade de Coimbra, este livro apresenta reflexões sobre a existência do "cinema negro português".
Afroeuropeans © DR
Afroeuropeans © DR

O projeto de investigação (2019-20), que resultou neste livro intitulado À Margem do Cinema Português, foi financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e coordenado por Michelle Sales (Universidade de Coimbra e Universidade Federal do Rio de Janeiro). O estudo percorre o cinema produzido por realizadores afrodescendentes em Portugal a partir dos anos 2000.

Esta investigação inovadora incluiu uma residência artística – Afroeuropeans -, que proporcionou um espaço criativo e de diálogo para artistas afro-europeus, de modo a catalisar novos trabalhos cinematográficos, projetos em comum e formação de novas redes de colaboração.

O resultado final é este livro com estudos inéditos e entrevistas a realizadores como Vanessa Fernandes, Hamilton Trindade, Welket Bungué, Silas Tiny, Pocas Pascoal, Ângelo Torres, Ana Tica, Filipe Henriques. São analisadas e aprofundadas questões políticas e identitárias tangenciais aos modos contemporâneos de pensar, sentir e existir afro-europeus em contextos urbanos pós-coloniais e pós-industriais em crise.

 

Download PDF (39.8 MB)
Atualização em 09 novembro 2020

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.