Conversa online: «Muitas e árduas foram as lutas»

Revisitar a história da construção de um Museu: Centro de Arte Moderna

Slider de Eventos

Atualmente encerrado para obras de remodelação do seu edifício, o Centro de Arte Moderna prevê a sua abertura durante o próximo ano de 2022. No mês em que se celebra o Dia Internacional dos Museus sob o tema “O Futuro dos Museus: Recuperar e Reimaginar”– e tendo em conta que o futuro se faz, também, revisitando o passado –, esta conversa procura recuperar a memória do  que esteve na base para a construção e constituição do CAM, a polémica e contestação que despoletou por parte de grupos de paisagistas e ecologistas, a par da lacuna na vida cultural que persistia no país até à sua inauguração a 20 de julho de 1983. Entre o edifício e a coleção de arte constituída desde a criação da Fundação Calouste Gulbenkian, a curadora Patrícia Rosas e a arquiteta Rita Albergaria irão dar a conhecer com maior amplitude, através de um vasto leque de imagens dos Arquivos Gulbenkian, o projeto do CAM que nasceu oficialmente no final dos anos de 1970.

Com Patrícia Rosas e Rita Albergaria


Mecenas das Atividades Educativas do Museu