Visita e conversa com o curador: Religião e poder na Arte Islâmica Medieval

Das cerâmicas de Caxã aos vidros mamelucos

Slider de Eventos

No Islão, a presença de Deus é uma constante, não em efigie – porque Deus é inefável – mas através da sua palavra, frequentemente colhida do Alcorão ou de inúmeros textos sagrados que o comentam. Associado ao divino, porém, vemos frequentemente representações do poder terreno, daqueles que, por inerência ou piedosa vocação, procuram expandir a fé através das suas ações, daí colhendo os benefícios pela fama e expiação, perpetuando os seus gestos. Na primeira visita-conversa do Dia Internacional da Arte Islâmica, o curador Jorge Rodrigues propõe uma leitura sobre religião e poder nos objetos da Galeria do Oriente Islâmico.

Com Jorge Rodrigues


Mecenas das Atividades Educativas do Museu