Mulheres no espaço público

Um percurso pela obra de Maria Keil

Event Slider

Maria Keil foi uma das mais multifacetadas artistas portuguesas do século XX, com obra vasta e plural abarcando pintura, ilustração, design gráfico e de mobiliário, tapeçaria, cenografia e azulejo. Quebrando barreiras entre “artes maiores” e “artes menores”, contribuiu para a revitalização do azulejo em Portugal, recuperando a tradição secular, modernizando-a e reanimando a fábrica da Viúva Lamego graças à colaboração iniciada na década de 50 em projetos de arte pública. Destacam-se aqui os painéis para a decoração de 19 estações do Metro de Lisboa — muitos dos quais concebidos voluntariamente, em colaboração com o arquiteto responsável, Keil do Amaral, seu marido. Nesta visita abordaremos a obra da artista ao longo de uma viagem que se inicia na exposição Tudo o que eu quero. Artistas portuguesas de 1900 a 2020 — junto à réplica do painel da estação Restauradores — e termina na estação do Parque, passando pela estação de São Sebastião.

Conceção e orientação
Raquel Feliciano


INFO ADICIONAIS

  • Esta visita tem como ponto de partida a exposição Tudo o que eu quero. Artistas portuguesas de 1900 a 2020. Depois será seguida de percurso pelas imediações da Fundação Calouste Gulbenkian, nomeadamente as estações de metro São Sebastião e Parque
  • Esta atividade tem o apoio do Metropolitano de Lisboa.

Mecenas das Atividades Educativas do Museu