Reedição de livros das Edições Gulbenkian

A Fundação Calouste Gulbenkian acaba de disponibilizar ao público, na livraria da sua sede, dez livros do seu Plano de Edições que se encontravam esgotados e que registam uma grande procura por parte do público, pertencentes às séries Textos Clássicos, Obras da Cultura Portuguesa e Manuais Universitários.
©Márcia Lessa

Da série Textos Clássicos estão agora disponíveis para venda A República de Platão (16.ª edição), História da Guerra do Peloponeso de Tucídides, Antígona de Sófocles, Cartas a Lucílio de Séneca, Consolação da Filosofia de Boécio, Cidade de Deus, vol. I de Santo Agostinho, e o Tratado Lógico-Filosófico de Ludwig Wittgenstein (7.ª edição).

Da série dedicada à Cultura Portuguesa, foram reeditados os livros As Origens de Portugal. História Contada a uma Criança de Rómulo de Carvalho (7.ª edição) e o primeiro volume da coleção Obras Completas de Eduardo Lourenço – Heterodoxias I (3.ª edição). Da série Manuais Universitários voltou a ser disponibilizada a obra Desenho Técnico de Luís Veiga da Cunha, atualmente na sua 18.ª edição.

O Plano de Edições da Fundação Calouste Gulbenkian foi lançado em 1962, com o objetivo de tornar acessível um conjunto de obras, nacionais e estrangeiras, representativas de formas superiores do pensamento humanístico, científico e tecnológico. A primeira série a ser publicada foi a dos Manuais Universitários, que, a partir de 1964, seria complementada pela série Textos Clássicos, constituída por obras que marcaram momentos decisivos da história de vários setores da civilização, cujas mensagens permanecem ainda hoje fontes vivas do progresso humano.

A partir de 1966 foi lançada a série editorial dedicada à Cultura Portuguesa, com o objetivo de tornar acessível ao público diversos testemunhos válidos da singularidade e autenticidade da cultura do nosso país, no campo das letras e das artes, da reflexão e do saber. Outras coleções viriam ainda complementar o Plano de Edições.

Até ao presente, foram publicados cerca de 80 volumes da série Textos Clássicos e mais de 140 volumes de obras da Cultura Portuguesa, entre as quais a coleção Obras Completas de Eduardo Lourenço, da qual já se encontram em circulação os primeiros 10 volumes. Deste conjunto de mais de duas centenas de livros, cerca de metade encontram-se em acesso aberto, em formato digital, o que constitui uma das prioridades atuais da política editorial da Fundação.

Atualização em 12 janeiro 2022