Projeto “Oratorianos no Ceilão”

Um conjunto singular de igrejas oratorianas no Sri Lanka foi identificado e alvo de estudo no âmbito de um projeto de salvaguarda de património de influência portuguesa no Oriente.
Sri Lanka, igreja oratoriana © DR
Sri Lanka, igreja oratoriana © DR

Promovido pelo Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em colaboração com a Universidade de Moratwa, Sri Lanka, e integralmente financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, este projeto procedeu ao levantamento e estudo de um conjunto de igrejas católicas oratorianas (Ordem de São Filipe de Neri) existente no Sri Lanka, praticamente desconhecido da comunidade internacional.

Estas igrejas apresentam algumas particularidades comuns: foram construídas por missionários oratorianos goeses, afetos ao Padroado Português do Oriente, durante o período de ocupação holandês e início do período britânico, configurando a única tipologia coerente de igreja oratoriana existente em todo o mundo. Igualmente relevante é o facto de se tratar de um tipo de construção religiosa inteiramente desenvolvido num país asiático (Sri Lanka) por missionários oriundos de outro estado asiático (Goa), nos séculos XVII e XVIII, sob a influência cultural portuguesa.

Ao longo do tempo, várias destas igrejas históricas foram sendo desvirtuadas por remodelações e ampliações realizadas pelas comunidades locais, sem qualquer preocupação patrimonial. Algumas foram mesmo demolidas para dar lugar a igrejas novas e mais amplas, sem qualquer conexão com a matriz arquitetónica original.  De modo a defender a preservação futura deste património, o projeto contemplou ainda várias ações de sensibilização junto a instituições como a Igreja Católica, o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS), entidades estatais e não-governamentais ligadas ao património, instituições universitárias e comunidades locais.

Foi ainda publicado um livro de acesso livre Remains of Dark Days, da autoria de Sagara Jayasinghe, da Universidade de Universidade de Moratwa, autor do levantamento do património e de Joaquim Rodrigues dos Santos, do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, coordenador do projeto, entre outros.

O vídeo In search of a vanishing heritage, de Sagara Jayasinghe. apresentado ao ICOMOS International, traça as linhas gerais deste estudo.

 

A assinalar a conclusão deste projeto realiza-se o Congresso internacional Congregação do Oratório de São Filipe Neri: Arte e Cultura, nos dias 21 a 23 de outubro de 2021, no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian. A entrada é livre, sujeita à lotação disponível.

Saber mais