Noite das Ideias 2022

Duas dezenas de oradores das mais diversas áreas invadem a Fundação Gulbenkian para uma noite de reflexão sobre como (re)construir, em conjunto, uma Europa mais justa e mais unida.

A Noite das Ideias deste ano volta a trazer à Fundação Gulbenkian um conjunto de nomes, portugueses e franceses, reconhecidos nas áreas da ciência, das artes, do pensamento e da justiça, do urbanismo ou da comunicação, para promover a reflexão e o diálogo à volta de um tema que será abordado, simultaneamente, em duas centenas de cidades à volta do planeta: (Re)construir em conjunto: para uma Europa mais justa e mais unida.

Realizando-se num contexto de pandemia, de quebra de financiamento em vários setores da economia, num ambiente cada vez mais marcado pela dúvida e pela incerteza, por posições extremadas e confrontos, esta quinta edição da Noite das Ideias propõe uma conferência inaugural, com Carlos Moedas, um concerto da Orquestra Gulbenkian, que assinala o início da Presidência francesa da União Europeiae inúmeros diálogos e conversas sobre as mais variadas derivações do tema deste ano – da ciência à luta contra a discriminação, da mobilidade à manipulação de massas, do financiamento de projetos artísticos e as restituições de peças museológicas aos desafios da Justiça e do Estado de Direito, entre muitos outros.

Na área das ciências, teremos um debate entre a investigadora portuguesa Elvira Fortunato e a cientista da computação Maarja Kruusmaa, assim como uma palestra do matemático Jean-Pierre Bourguignon relativa à obsessão dos cientistas pela urgência da melhor partilha. No campo das artes, dois filósofos – Benedicte Savoy e José Pedro Serra – complementam a visão de curadores, falando de restituições e da crise ou ruína da cultura europeia.

Ao longo da noite poderá ainda ouvir o sociólogo, antropólogo e estudioso das migrações internacionais François Héran abordar a luta contra as discriminações; o historiador David Colon percorrer um mundo sem manipulação de massas; a urbanista Claire Pelgrims refletir sobre a mobilidade sustentável, desprovida de género ou o filósofo Heinz Wizmann elaborar sobre o papel das crises no desenvolvimento de uma consciência comum. Mas muitos outros convidados – António Pinto Ribeiro, Eduardo Marçal Grilo, José Luís da Cruz Vilaça, Maria Manuel Leitão Marques, Mariana Pestana, Pauline Foessel, Pedro Magalhães, Rachid Benzine, Raquel Vaz Pinto e Samir Amellal – marcarão presença, entre as 18h e as 22h30 de dia 27 de janeiro, na Fundação Calouste Gulbenkian, nesta noite de reflexão e debate, de entrada gratuita.

Atualização em 20 janeiro 2022

Utilização de Cookies

Definições de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.
Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Definições de cookies" abaixo.