Espólio Documental de Leitão de Barros

Uma mostra e uma mesa redonda assinalam a integração do espólio documental de Leitão de Barros no acervo da Biblioteca de Arte da Fundação.
© Biblioteca de Arte e Arquivos Gulbenkian

Por doação da família, a Biblioteca de Arte e Arquivos da Fundação passou a contar, no seu acervo de Coleções especiais, com o espólio documental do cineasta, jornalista, cenógrafo e dramaturgo.  Composto por uma vasta correspondência e um conjunto significativo de documentos, o espólio integra fotografias de rodagem dos filmes e de estudos que estiveram na base do trabalho de Leitão de Barros, reunindo também originais manuscritos (alguns inéditos) de argumentos para filmes, das crónicas do Diário de Notícias (Os Corvos) e de textos de teatro.

Uma seleção desta documentação encontra-se atualmente exposta no átrio da Biblioteca de Arte até dia 12 de julho. Entre o material, destacam-se textos e apontamentos sobre projetos como a construção da “Nau de S. Vicente”, argumentos para filmes realizados e não realizados, assim como correspondência com personalidades dos meios artístico e político da época, e fotografias relacionadas com a sua atividade cinematográfica.

Esta mostra conta com a colaboração da Cinemateca Portuguesa, responsável pela montagem de excertos de filmes realizados por Leitão de Barros.

No próximo dia 1 de julho, no Auditório 3, realiza-se uma mesa redonda dedicada à obra de Leitão de Barros com a participação de André Murraças (encenador, dramaturgo, cenógrafo e investigador), Margarida Almeida Bastos (investigadora sobre a história de Lisboa), Rita Fragoso de Almeida (investigadora sobre a história de Lisboa), Sérgio Bordalo e Sá ( investigador da obra cinematográfica de José Leitão de Barros) e Pedro Martins (investigador de história contemporânea portuguesa do IHC). A moderação ficará a cargo da historiadora de arte Filomena Serra.

Atualização em 27 maio 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.