Agenda para o Impacto 2030

Documento pretende contribuir para a consolidação de Portugal como referência internacional na inovação social e investimento de impacto.

A Agenda para o Impacto 2030 é o documento que orienta a estratégia nacional para o investimento de impacto e a inovação social. Além de uma análise à realidade atual portuguesa no que concerne ao investimento de impacto mobilizado para solucionar os desafios sociais que o país enfrenta, o documento apresenta 14 recomendações, dirigidas a entidades públicas e privadas, com vista à consolidação de Portugal como referência europeia e internacional na área da inovação e investimento social e à mitigação e resolução de problemas sociais de forma mais eficaz e eficiente, para o período até 2030.

Uma das recomendações em destaque é a necessidade de formar entidades do setor público para a implementação de projetos baseados na contratualização de resultados sociais, ou seja, cujo pagamento de um serviço social dependa do alcance das metas previamente estabelecidas.

Recomenda-se ainda simplificar os processos de pedidos de reembolso, reforçar a comunicação dos casos de sucesso junto de novos potenciais investidores, alargar incentivos fiscais ou viabilizar a canalização de ativos não reclamados para investimento social.

As recomendações da Agenda para o Impacto 2030 estarão, ainda, na base da criação do Centro Nacional de Competências para a Inovação Social, organismo liderado pela Estrutura de Missão Portugal Inovação Social, à qual compete dinamizar o empreendedorismo social e mobilizar investimento de impacto em Portugal.

A Agenda para o Impacto 2030 resulta do trabalho desenvolvido desde 2021 pelo Conselho Consultivo do Centro Nacional de Competências para a Inovação Social, composto pelas mais relevantes entidades do ecossistema de inovação social português e liderado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Acompanhe a apresentação da Agenda para o Impacto 2030 na segunda-feira, 17 de outubro, pelas 15:00 horas, na Fundação Calouste Gulbenkian ou, via streaming, na página do evento.

Ver estudo
Atualização em 14 outubro 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.