Estudo dos Valores Europeus

O que pensam os portugueses sobre o trabalho? E os holandeses sobre a família? Que posições defendem os franceses em relação à religião? É a estas e muitas outras questões que responde o Estudo dos Valores Europeus (EVS), um dos mais antigos estudos de atitudes e valores realizados na Europa e que permite conhecer crenças, preferências, atitudes, valores e opiniões de cidadãos de toda a Europa.

Projeto único no que toca à monitorização e ao mapeamento de valores na Europa, recolhe uma quantidade riquíssima de informação nas mais diversas áreas – política, vida em sociedade, questões relacionadas com a perceção de bem-estar e felicidade, moralidade, movimentos migratórios, o papel de Estado-Providência, as redes sociais, as alterações climáticas entre outras –e permite traçar um perfil para cada país, descobrir o que nos aproxima e o que nos distancia de cidadãos de outros países europeus, identificar e comparar tendências de estabilidade ou de mudança nas últimas três décadas, em Portugal e nos restantes países europeus. É pois um estudo que pode interessar a um público muito vasto, que vai da academia aos decisores políticos, passando por professores, alunos dos diversos níveis de ensino, jornalistas e público em geral.

A quinta edição do Estudo dos Valores Europeus, agora apresentado, contou com a participação de 34 países. Em Portugal foi coordenada pelos investigadores do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, Pedro Magalhães e Alice Ramos e contou com o apoio financeiro da Fundação Calouste Gulbenkian, da Fundação “la Caixa” e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

 

APRESENTAÇÃO

 

PUBLICAÇÕES

 

Atualização em 17 junho 2021