O que fazemos com o tempo?

Conferência e apresentação da Associação Ser Mais-Valia, no dia 30 de janeiro

A Associação Ser Mais-Valia inspira-se no Projeto Mais-Valia, apoiado pela Fundação Gulbenkian, que decorreu entre 2012 e 2016 enquanto programa de voluntariado para profissionais experientes com mais de 55 anos na área da cooperação para o desenvolvimento nos PALOP.

A recém-criada Associação Ser Mais-Valia terá o apoio da Fundação Gulbenkian através de um protocolo de colaboração que será assinado no dia 30 de janeiro. O tema do envelhecimento ativo é o principal ponto para o debate marcado para as 15h de dia 30, com a participação de Helena André (Organização Internacional do Trabalho) e Susana Réfega (Fundação Fé e Cooperação), e com a moderação de Anselmo Crespo (TSF). O aumento da esperança de vida e o prolongamento da vida profissional levantam novas questões e desafios políticos e sociais, que serão debatidos nesta conferência.

Ao longo dos 4 anos em que decorreu o Projeto Mais-Valia da Fundação Gulbenkian realizaram-se cerca de 40 missões nas áreas da educação, saúde, capacitação de formadores, diagnóstico de necessidades e reforço institucional nos PALOP. Os projetos de cooperação a que se destinavam as bolsas procuravam responder a necessidades identificadas pelas Organizações não-governamentais para o desenvolvimento (ONGD), contribuindo para a capacitação e reforço de instituições na área da saúde, educação e artes nos PALOP, sem a substituição de recursos humanos locais. Os candidatos selecionados eram voluntários qualificados e com comprovada experiência profissional, que partiam em missões com uma duração máxima de dois meses após um período de formação intensiva.