A noite das ideias

A 25 de janeiro, Lisboa participa pela primeira vez na Noite das Ideias, uma iniciativa em várias cidades à escala global. “A imaginação ao poder” é o mote para esta noite especial na Fundação Gulbenkian, que irá decorrer também em dezenas de lugares por todo o mundo.

A assinalar os 50 anos passados sobre o Maio de 1968, o slogan “L’imagination au pouvoir – A imaginação ao poder” é o mote desta noite cheia de animação, com conferências, debates, performances e muitos convidados que vão passar pelos vários espaços da Fundação. Das 19:00 à meia-noite, e com entrada livre para todos os eventos, esta “Noite das Ideias” coloca pela primeira vez Lisboa entre as dezenas de cidades de mais de 50 países de todo o mundo a participar no projeto do governo francês para celebrar o fluxo de ideias entre países, culturas, temas e gerações. Uma iniciativa do Instituto Francês e da Embaixada de França em Portugal, em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian.

Cerca de 30 intervenientes franceses e portugueses, das mais variadas disciplinas (política, economia, sociologia, tecnologia e ciência, mas também da literatura e das artes) vão abordar, à sua maneira, o tema proposto: “A imaginação ao poder”. Entre os nomes confirmados, contam-se, nos convidados portugueses, Eduardo Lourenço, Ricardo Araújo Pereira, Manuel Aires Mateus, Alexandre Quintanilha, José Gil e David Machado, entre muitos outros. Estarão também presentes Dominique Wolton (especialista em comunicação), Eve Chiapello (socióloga), Jacques Ferrier (arquiteto), Xavier Veilhan (artista contemporâneo), Thierry Hoquet (filósofo) e Magalie Lanriot (coreógrafa), citando apenas alguns dos convidados franceses a participar nesta grande noite para celebrar o pensamento.

A exposição Do Outro Lado do Espelho, patente na galeria principal do edifício Sede, será também integrada no programa. Algumas atividades serão transmitidas ao vivo nas redes sociais do Instituto Francês e da Fundação Gulbenkian.

 

“La Nuit des Idées” em todo o mundo

Lançada o ano passado pelo Instituto Francês, a Noite das Ideias propõe anualmente às cidades participantes que criem a sua própria programação em torno do mesmo tema, procurando convidar aqueles que contribuem para trazer mais ideias para o seu campo – intelectuais, cientistas, artistas – a participar na discussão sobre os principais problemas do nosso tempo.

As ideias podem ser apresentadas em conferências, teatro, performances ou concertos, contanto que reflitam uma interpretação do tema sugerido. A edição de 2017 decorreu a 26 de janeiro e juntou 51 países dos cinco continentes em torno do tema “Un monde commun – Um mundo comum”.

Nesta edição, a iniciativa vai decorrer em mais de 50 países dos diferentes continentes, de Dakar a Los Angeles, passando por Bruxelas, Buenos Aires, Katmandu, Paris, Zurique e Lisboa, na noite de 25 de janeiro, a partir da frase “A imaginação ao poder”, fórmula com que os manifestantes cobriam as paredes de Paris nos protestos de 1968. Meio século depois, que formas toma a aspiração à utopia? Como ser criativo em áreas como a tecnologia, a economia, a ciência ou o planeamento urbano? Como podem as sociedades adaptar-se ao mundo digital e virtual, às constantes mudanças e descobertas inimagináveis que desafiam a atualidade? Do poético ao político, do científico ao artístico, do literário ao visual, como explorar e reanimar o poder da imaginação? Estas são algumas das perguntas que lançam o desafio.

Descubra o programa da Noite das Ideias em todo o mundo em www.lanuitdesidees.com.

Ver evento