Direitos do Homem

Thomas Paine

Thomas Paine nasce em Inglaterra, no condado de Norfolk, em 1737. De origem humilde, sai da escola cedo e a sua progressão nas letras e na cultura muito deve à sua fulgurante inteligência e imensa vontade de aprender. Embarca para as colónias americanas em 1774, com trinta e sete anos, e aí começa verdadeiramente o seu percurso intelectual. Enquanto republicano convicto, publica Common Sense, que obtém um estrondoso sucesso e contribui de forma muito significativa para a independência destas colónias. Em 1776 é considerado cidadão do estado da Pensilvânia, abjurando da sua obediência ao monarca britânico.

Thomas Paine procura publicar em Inglaterra um livro que possa promover, aí também, os ideais republicanos. É assim que, em 1791, e a pretexto de responder às Reflections on the Revolution in France de Edmund Burke, enceta a publicação de Rights of Man com esse confessado propósito.

Depois de ter contribuído valorosamente para a Revolução Americana, e de tentar difundir os ideais republicanos em Inglaterra, Paine participa ativamente na Revolução Francesa, tendo sido eleito para a Assembleia Nacional e colaborado com Condorcet e o abade de Sieyès no comité para a elaboração da Constituição de 1793. Está em França quando se dão os massacres de Paris. Não sendo um jacobino, foi a favor da clemência para com o rei Luís XVI e, por causa disso, acusado de traição e encarcerado em dezembro de 1793. Esteve onze meses preso no Luxemburgo, acabando por ser libertado através da intervenção diplomática americana.

No final da vida, a convite de Thomas Jefferson, volta em 1803 à América, onde acaba por falecer em 1809. Os seus restos mortais perderam-se na transladação da América para Inglaterra. Cumprindo o seu destino universalista até ao fim, Paine repousa agora em parte incerta, o que bem se ajusta à sua condição de cidadão do mundo, que sempre assumiu.

 

(Da Introdução de Ivone Moreira)

Ficha técnica

Outras Responsabilidades:

Tradução, Estudo introdutório e notas: Ivone Moreira

Idioma:
Português
Editado:
Lisboa, 2021
Entidade
Fundação Calouste Gulbenkian
Dimensões:
140 mm x 220 mm
Páginas:
412
Título Original:
Rights of Man
ISBN:
978-972-31-1643-4

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.