Laboratório de Investimento Social

Centro de conhecimento na área do investimento social que procura difundir as melhores práticas internacionais nesta área e instrumentos financeiros inovadores, aplicando-os à realidade portuguesa

O Laboratório de Investimento Social (LIS) é uma iniciativa promovida pela Fundação Calouste Gulbenkian e pelo IES Social Business School, em parceria com a Social Finance UK, que tem como principal objetivo ser um centro de conhecimento de referência na área do investimento social. Procura aprofundar conhecimentos sobre mecanismos inovadores para o financiamento do terceiro setor, difundir as melhores práticas internacionais nesta área e estudar a sua aplicabilidade à realidade portuguesa.

Os principais problemas sociais são o ponto de partida para todo o trabalho do LIS – as causas e raízes destes problemas são alvo de análise aprofundada, de forma a identificar soluções inovadoras que contribuam para a sua resolução e prevenção. A utilização de mecanismos financeiros é um meio para atingir um fim: um setor social com acesso sustentável a fontes de financiamento e maior impacto social.

Assim, a atuação do Laboratório de Investimento Social divide-se em três áreas:

    • Criação de conhecimento para o mercado, através de notas de investigação em temas específicos do investimento social e criação de conteúdos para escolas de negócios, nomeadamente através do SIB Research Programme, que desenvolve estudos de viabilidade na área dos Títulos de Impacto Social a nível nacional e internacional. O programa teve início em janeiro de 2015, estando neste momento na sua segunda edição, e é dirigido a estudantes que queiram desenvolver conhecimento nesta área. Desde o seu início, o SIB Research Programme já trabalhou com sete estudantes universitários que desenvolveram projetos de investigação nas seguintes áreas temáticas: empregabilidade jovem, reincidência criminal, institucionalização de crianças e jovens, envelhecimento ativo. Os participantes têm acesso a um plano formativo intensivo que inclui formação nas em áreas como: modelagem financeira de Títulos de Impacto Social; metodologias para análise de dados em Access; desenvolvimento de planos de negócios sociais; negociação e introdução ao enquadramento legal do terceiro setor. Com a duração de 6 meses, o SIB Research Programme pretende também transferir competências de gestão, financeiras e de inovação social aos participantes, contribuindo para uma melhor transição para o mercado de trabalho.

 

    • Promoção da infraestrutura de mercado, através da criação do Grupo de Trabalho Português para o Investimento Social e do apoio técnico à Estrutura da Missão Portugal Inovação Social.

      O Grupo de Trabalho Português é constituído por um representante de entidades dos setores público, privado e social, mobilizados pela Fundação Calouste Gulbenkian para uma reflexão sobre a temática do investimento social em Portugal. Entre os membros participantes encontram-se o Banco de Portugal, a CMVM, Câmara Municipal de Lisboa, CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, Fundações, Instituições Financeiras e Universidades. O primeiro relatório foi apresentado em junho de 2015, durante o Social Innovation World Forum, em Lisboa. Este relatório contém cinco recomendações para o desenvolvimento do ecossistema de investimento social no nosso País:

      1. Fortalecer as competências das entidades da Economia Social através de programas de capacitação;
      2. Introduzir instrumentos financeiros adequados às necessidades das entidades da Economia Social;
      3. Promover uma cultura de orientação para os resultados no seio dos serviços sociais públicos;
      4. Criar um centro de conhecimento e recursos para o investimento social;
      5. Desenvolver um ecossistema de intermediários de investimento social.

 

  • Dinamização de projetos-piloto, através da estruturação de mecanismos de financiamento da inovação social, como por exemplo o primeiro Título de Impacto Social (TIS) em Portugal, para financiar a Academia de Código Júnior. Um Título de Impacto Social é um mecanismo de financiamento que pressupõe a celebração de um contrato entre investidores sociais, entidades públicas e entidades da economia social, para alcançar resultados sociais específicos. Através de um TIS, mobiliza-se capital que é investido em organizações, empreendedores sociais ou iniciativas que evidenciem impacto social e potencial retorno financeiro. Se os resultados contratualizados forem alcançados, os investidores são reembolsados pelo seu investimento inicial. No caso concreto da Academia de Código Júnior, foi contratualizado o reembolso, pela Câmara Municipal de Lisboa, de grande parte do montante inicialmente investido pela Fundação Calouste Gulbenkian, caso sejam atingidas as metas a que o projeto se propõe: melhorar, através do ensino de programação informática (linguagem de código), as competências cognitivas e o desempenho escolar de 65 alunos de três escolas do 1º Ciclo de Ensino Básico de Lisboa. Pretende-se assim combater as elevadas taxas de insucesso escolar e retenção, assim como contribuir para o desenvolvimento de novas técnicas de aprendizagem. O desempenho dos alunos será comparado com um grupo de controlo e medido através de um método de avaliação cientificamente validado pela Universidade Nova de Lisboa.

Ainda no quadro do investimento social, em julho de 2016 a Fundação Calouste Gulbenkian acolheu a reunião anual dos países do G8 sobre este tema.