Melhoria dos cuidados oncológicos em Moçambique

Hospitais Centrais da Beira, Nampula e Maputo

 

Área de atuação: Oncologia 
Gestores: Fundação Calouste Gulbenkian e Ministério da Saúde de Moçambique
Principal financiador: Fundação Calouste Gulbenkian 
Outros financiadores: Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., Fundação Millennium e Millennium BIM 
Parceiros técnicos: Centro Hospitalar de Lisboa Norte – Hospital de Sta. Maria, Centro Hospitalar de São João do Porto, IPATIMUP, IPO Lisboa e IPO Porto, ISPUP, Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva e Unidade Local de Saúde de Matosinhos – Hospital Pedro Hispano. 
Localização: Moçambique  
Beneficiários:  Profissionais de saúde moçambicanos na área do cancro  
Fase do Projeto: Em Desenvolvimento 
Duração: 2018-2021 
ODS: 3. Garantir o acesso à saúde de qualidade e promover o bem-estar para todos, em todas as idades

Após o projeto “Atenção integrada ao doente oncológico no Hospital Central de Maputo – reforço da capacidade institucional”, este novo projeto propõe uma intervenção mais abrangente que tem como objetivo a melhoria dos cuidados de saúde na área da oncologia em Moçambique, com impacto expectável no prognóstico das doenças oncológicas.

 

Resultados a alcançar

  • diagnóstico em Anatomia Patológica dos três hospitais, bem como na Patologia Clínica e na Radiologia do Hospital Central de Maputo;
  • condições de tratamento quimioterapêutico e gestão dos cuidados paliativos dos três hospitais 
  • condições de tratamento cirúrgico no Hospital Central da Beira e no de Maputo;
  • condições de tratamento radioterapêutico no Hospital Central de Maputo;
  • prestação de cuidados clínicos ao doente oncológico nos três hospitais;
  • registo oncológico e a investigação clínica no Hospital Central de Maputo.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

 

Este projeto contribui para as seguintes metas

 

Meta 3.4

Reduzir a mortalidade prematura por doenças não transmissíveis, via prevenção e tratamento