Bem-Estar e Qualidade de Vida​

O eixo Bem Estar e Qualidade de Vida está particularmente focado na diminuição dos factores de risco e aumento dos factores de proteção de dois grupos vulneráveis da população: as crianças e os idosos.

A Comissão Europeia, a OCDE e a Unicef são unânimes nas recomendações relativas à necessidade de investimento na educação e prestação de cuidados nos primeiros anos de vida, em especial dos 0 aos 3 anos.

Abordagens integradas, com preocupações ao nível das competências pessoais, sociais e culturais, do desenvolvimento saudável e equilibrado, do ponto de vista físico e cognitivo mas também emocional, permitem abrir desenvolver projetos de vida em que as desvantagens de partida são atenuadas

Por outro lado, o envelhecimento da população, resultante dos efeitos do aumento da longevidade e diminuição da natalidade, configura um dos maiores desafios do séc. XXI.

Segundo a ONU, devem ser dadas prioridade ao desenvolvimento, à saúde e bem-estar e à criação de ambientes favoráveis, com vista a assegurar que todas as pessoas possam envelhecer com segurança e dignidade, mantendo uma participação na sociedade, enquanto cidadãos de pleno direito, ao longo dos últimos anos de vida; garantia de um envelhecimento ativo, saudável e bem-sucedido.

Por outro lado, orientações da Organização Mundial de Saúde apontam no sentido da necessidade de garantir o apoio social para viver com segurança e de forma independente em casa e na comunidade, à medida que se envelhece.

 

Neste eixo de intervenção o Programa tem como objetivos e resultados a atingir: ​

  • Aumentar a proteção sobre fatores de risco acrescido.​
  • Reduzir os níveis de desigualdade e potenciar oportunidades para as crianças mais desfavorecidas.​
  • Melhorar as condições para um desenvolvimento pleno das crianças.​
  • Valorizar e potenciar a autonomia das pessoas idosas.​
  • Capacitar cuidadores familiares e profissionais.​