1 Junho 2020 Parcerias para o Desenvolvimento

Residências artísticas para PALOP e Timor em Música e Artes Cénicas

O concurso está aberto a todos os artistas nacionais dos PALOP e Timor-Leste até 30 de setembro

Pormenor do Tchiloli, teatro popular de S. Tomé e Príncipe © Inês Gonçalves

Os subsídios de viagem serão atribuídos pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, IP e pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do projeto da União Europeia PROCULTURA PALOP-TL nas áreas da Música e das Artes Cénicas (teatro, dança, artes circenses, ópera e canto).

O objetivo desta ação é apoiar a frequência de residências artísticas na Europa, Brasil, Austrália ou países vizinhos dos PALOP e Timor-Leste e, desta forma, apoiar o desenvolvimento do seu trabalho em diálogo com outros contextos de criação contemporânea, incentivar o seu reconhecimento e a sua circulação internacional.

As candidaturas decorrem até 30 de setembro, para realização de residências artísticas este ano e no próximo. Os interessados podem consultar o regulamento e os formulários de candidatura aqui.  

Em 2019, 12 artistas de Angola, Cabo Verde e Moçambique foram selecionados para a frequência de residências na África do Sul, Brasil, Quénia e Portugal, com apoio do projeto.

PROCULTURA PALOP-TL é uma Ação do Programa Indicativo Multianual PALOP – Timor-Leste e União Europeia, financiada pela União Europeia, cofinanciada pelo Camões, IP (gestor da iniciativa) e pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Saiba mais