PROCULTURA – Apoio à mobilidade internacional de artistas dos PALOP e Timor-Leste

Atribuição de subsídios de viagem para participação em residências artísticas internacionais nas áreas da música e artes cénicas

Resultados

13 nov 2020

 

Artes Cénicas:

  • Cesária Manuel Vuende, moçambicana, para participar numa residência artística no Espace Pluriel, Avignon, França.
  • Daniel Felisberto Banze, moçambicano, para participar numa residência artística no Circonave – Nave de Circo, Santiago de Compostela, Espanha.
  • Maria Madalena, timorense, para participar numa residência artística no Centro de Artes Rimbun Dahan, Selangor, Malásia.


Dança:

  • Adriana Laurel Jamisse, moçambicana, para participar numa residência artística na Companhia de Dança Kasa Rockers, Bahia, Brasil.
  • Elisabete Fernandes, cabo-verdiana, para participar numa residência artística na Associação Africa Moment, Barcelona, Espanha.
  • Djamilson Barreto dos Santos, (Nuno Barreto) cabo-verdiano, para participar numa residência artística nos Estúdios Victor Córdon, Lisboa, Portugal.
  • Estefânio Ngoma Landu, angolano, para participar numa residência artística no Espaço Artístico My Own Style, Lisboa, Portugal.
  • Francisca Pedro Mirine, moçambicana, para participar numa residência artística na Dance Adventure Studios, Kampala, Uganda.
  • José Emanuel Brandão (Mano Preto), cabo-verdiano, para participar numa residência artística nos Estúdios Victor Córdon, Lisboa, Portugal.
  • José Ramalho Santos, timorense, para participar numa residência artística no Cemeti, Institute for Art and Society, Yogyakarta, Indonesia.
  • Osvaldo Ração Passirivo, moçambicano, para participar numa residência artística na Associação Terreiro Contemporâneo de Arte e Cultura, Brasil.
  • Poaty Josue Joseph, angolano, para participar numa residência artística no Espaço Artistíco My Own Style, Lisboa, Portugal.
  • Rosy Timas Tavares, cabo-verdiana, para participar numa residência artística na Associação Africa Moment, Barcelona, Espanha.


Música:

  • Cristina Arnaldo da Silva, moçambicana, para participar numa residência artística na Escola Superior de Música, Lisboa, Portugal.
  • Custódio Santos e Silva, timorense, para participar numa residência artística no Cemeti, Institute for Art and Society, Yogyakarta, Indonesia.
  • Egas da Cruz, timorense, para participar numa residência artística na Associação Experimentáculo, Setubal, Portugal.
  • Etson Caminha, timorense, para participar numa residência artística no AgitLab - Laboratório de experimentações contemporâneas, Aveiro, Portugal.
  • Guilherme Carvalho, santomense, para participar numa residência artística no Teatro Viriato, Viseu, Portugal.
  • Ivan Gonçalves, cabo-verdiano, para participar numa residência artística no Centro de Investigação Artística Hangar, Lisboa, Portugal.
  • Jeciliana Lopes de Araújo, timorense, para participar numa residência artística na Associação Experimentáculo, Setubal, Portugal.
  • Jivalicia Verdial, timorense, para participar numa residência artística na Associação Experimentáculo, Setubal, Portugal.
  • Márcio António Filipe, timorense, para participar numa residência artística na Associação Experimentáculo, Setubal, Portugal.
  • Natalino Ximenes, timorense, para participar numa residência artística na Associação Experimentáculo, Setubal, Portugal.
  • Vital Gomes Teixeira, cabo-verdiano, para participar numa residência artística na Interferência Associação de Intervenção na Prática Artística, Porto, Portugal.
  • Wilson da Silva, guineense, para participar numa residência artística na Escola de Dança Bantaba, Verona, Italia.

 

Este concurso pretende apoiar a participação de artistas dos PALOP e Timor-Leste em programas de residências artísticas internacionais, na Europa, Brasil ou países vizinhos dos PALOP e Timor Leste, através da atribuição de subsídios de viagem, incentivando a sua circulação internacional. O PROCULTURA é uma ação financiada pela União Europeia que tem como objetivo contribuir para o aumento do emprego em atividades geradora de rendimento na economia cultural e criativa nos PALOP e Timor-Leste. 

 

Financiamento

O montante máximo de subsídio de viagem a atribuir será de 1.500€, por artista.

No caso dos cidadãos timorenses, a bolsa poderá ir até aos 2.000€ no caso da residência artística se realizar fora da Ásia.

 

Condições de elegibilidade

  • São elegíveis candidaturas de cidadãos nacionais e residentes de um país dos PALOP (Angola, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe) ou de Timor-Leste, para residências artísticas nas áreas da música (criação ou interpretação de música vocal, instrumental ou eletrónica) e artes cénicas (criação ou apresentação em teatro, dança, artes circenses, ópera e performance).
  • Os candidatos devem, previamente, apresentar candidaturas a instituições de acolhimento de residências artísticas, na Europa, no Brasil, na Austrália ou em países que partilhem fronteiras com os PALOP e Timor-Leste.
  • O pagamento efetivo da bolsa de viagem ao candidato dependerá de prova de admissão à residência artística.
  • As residências artísticas devem realizar-se no período máximo de doze meses a partir da data da atribuição da bolsa de viagem.
  • Após este período, a bolsa caducará caso o candidato não apresente justificação suficiente. Neste caso, a aceitação da justificação será da responsabilidade da Fundação Calouste Gulbenkian, não sendo passível de recurso.

 

Como concorrer

  • As candidaturas só podem ser apresentadas em formulário próprio – disponível nesta página em Formulário de candidatura-, bem como o envio de documentação suplementar (curriculum do artista, carta de motivação, programa detalhado da residência artística a que se candidata e carta de recomendação);
  • Faça login para criar uma conta;
  • Clique no formulário próprio. Será criado o seu processo.

Leia atentamente o regulamento antes de submeter a candidatura.

 

Prazos de candidaturas

  • As candidaturas só são aceites até às 23:59 do dia 30 de setembro de 2020.
  • Aconselhamos a que não deixe a sua candidatura para os últimos dias do prazo.
  • Os resultados serão divulgados até final de novembro de 2020.

Atividade 1.2 Concursos de bolsas internacionais para residências artísticas nas áreas da música e artes cénicas

 

PROCULTURA – Promoção do emprego nas atividades geradoras de rendimento no setor cultural nos PALOP e Timor-Leste

Ação financiada pela
União Europeia.

 

Ação cofinanciada e gerida
pelo Camões, I.P.

 

Ação cofinanciada pela
Fundação Calouste Gulbenkian.

  

 

Mais informações: [email protected]