O clero secular

Universidade Católica Portuguesa apresenta projeto de investigação apoiado pela Fundação Gulbenkian

Realizou-se em 18 de janeiro de 2017, na Biblioteca João Paulo II da Universidade Católica Portuguesa, a sessão pública de apresentação do projeto de investigação “A Construção da Administração Pública: Os Funcionários Eclesiásticos do Estado Liberal no Espaço do Patriarcado de Lisboa (1820-1911)”.

O projeto, cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian, foi executado entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2017 e desenvolvido no Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica Portuguesa (CEHR-UCP), sob a coordenação de Sérgio Ribeiro Pinto.

A sessão de apresentação foi presidida por D. Manuel Clemente, Cardeal-Patriarca de Lisboa, e contou com a presença do Padre José Tolentino de Mendonça, Vice-Reitor da Universidade Católica Portuguesa, do Professor Rui Vieira Nery, Diretor do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas, e do Professor Paulo de Oliveira Fontes, Diretor do CEHR.

O projeto permitiu reconstituir de forma exaustiva e sistemática a paroquialidade no Patriarcado de Lisboa entre 1820 e 1911. Foram disponibilizados em plataforma digital os dados biográficos sobre cerca de 2.766 párocos e a sua passagem por 311 paróquias, no arco temporal referido.

Este é o primeiro contributo para um projeto mais vasto intitulado “Registo da Paroquialidade Portuguesa Contemporânea (1833-1911)”, cuja plataforma pode ser consultada em: 
portal.cehr.ft.lisboa.ucp.pt/CleroSecular.

Atualização em 03 Abril 2018