Movimento para o Emprego reconhecido pela Comissão Europeia

A Comissão Europeia lançou a Aliança Europeia para a Aprendizagem com o objetivo de ajudar a combater o desemprego jovem, através de uma ampla parceria entre intervenientes estratégicos nas áreas do emprego e da educação. Esta Aliança, apresentada em julho pelos comissários europeus da Educação, Cultura e Juventude e do Emprego, quer ver uma “mudança de atitudes no que respeita às aprendizagens, ao mesmo tempo que identificará os modelos de maior sucesso na UE e aplicará soluções adequadas a cada Estado-Membro”.

Na sessão de lançamento em Leipzig, na Alemanha, a Fundação Calouste Gulbenkian foi convidada pelo presidente da Comissão Europeia a apresentar o Movimento para o Emprego, a iniciativa destinada a criar cinco mil estágios profissionais remunerados para jovens, numa parceria com a COTEC Portugal e com o apoio do Instituto de Emprego e Formação Profissional. Isabel Mota, administradora da Fundação, apresentou o projeto que já mobilizou mais de uma centena de empresas portuguesas para combate ao desemprego jovem em Portugal. Este projeto foi apresentado em maio deste ano na Fundação Gulbenkian.

Além do reconhecimento desta iniciativa, a Comissão quer que a Aliança Europeia para a Aprendizagem seja uma forma de aproximação entre a educação e o emprego. Nas palavras do comissário do Emprego, László Andor, “Face aos níveis inaceitáveis do desemprego juvenil, é imperativo que os responsáveis pela educação e o emprego trabalhem em conjunto para facilitar aos jovens europeus a transição da escola para o mundo do trabalho.”