Dia e Noite dos Museus

Visitas, performances, concertos e música pela noite dentro é o que promete o programa para celebrar os museus, a 18 e 19 de maio

“Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos” é o tema escolhido pelo ICOM (International Council of Museums) para celebrar o Dia Internacional dos Museus em 2018 e enfatizar o seu potencial enquanto espaço vivo de representação, debate e relevância na sociedade contemporânea. Neste contexto, o Museu Calouste Gulbenkian preparou uma programação multifacetada com foco no dia 18 de maio, mas que se alastra por dois dias.

Para começar, será mostrado um projeto de instalação vídeo intitulado Diaporama – resultado de um desafio lançado aos alunos de cinema e fotografia da Escola Ar.Co, para criar uma gramática visual a partir da relação dos alunos com os espaços, edifícios e acervos da Fundação Gulbenkian.

No dia 18, na Sala Polivalente, às 11h30, uma conversa com os alunos permitirá saber um pouco mais sobre o processo criativo por detrás deste projeto. O mesmo dia será também pautado por uma extensa programação em torno da mostra Pós-Pop. Fora do lugar-comum, que inclui, durante o dia, várias visitas virtuais à exposição, filmadas em direto e transmitidas na Internet, com orientação das curadoras e de outros especialistas. Tanto a Coleção do Fundador como a Coleção Moderna estarão abertas até às 21h00, com uma performance do grupo de teatro jovem Guerberoff, intitulada LIGADUS. Concertos e música até à meia-noite, entre outras surpresas, completam o programa da noite.

Já no dia 19, o Museu Gulbenkian e o British Council promovem duas visitas (11h e 15h) com audiodescrição à exposição Pós-Pop. Fora do lugar-comum. Pelas 16h30, uma última sessão da performance do grupo Guerberoff conclui a programação. Todas as atividades têm entrada gratuita.

Conheça o programa