Bolseiro Gulbenkian vence concurso internacional de trombone em Valência

João Martinho

O músico português João Martinho venceu, em Valência, Espanha, o primeiro lugar do concurso internacional Frank Smith Tenor Trombone Competition, um concurso que se realiza desde 1975 e que distingue trombonistas até aos 25 anos de idade.

 

“É bastante gratificante. Foram muitos meses de preparação para esta final e ver que o trabalho foi recompensado é ótimo. Dá-me muita motivação, confiança e autoestima”, disse à agência Lusa João Martinho.

O trombonista apresentou-se a solo com a sonata para trombone e piano de Paul Hindemith no Festival Internacional de Trombone, iniciado na passada quarta-feira e que termina hoje em Valência, numa organização da Associação Internacional de Trombone, tendo conseguido a primeira classificação contra o alemão Jan Donner e a norte-americana Brittany Lasch.

Numa primeira fase, o solista foi selecionado como finalista por júris internacionais a partir de duas etapas preliminares gravadas e, desde fevereiro, que se preparava para a atuação. O músico recebeu como prémio um trombone de uma marca alemã feito à mão mas diz que o prestígio do concurso é recompensa mais importante.

“Este prémio tem muita História, grandes nomes da música já o venceram”, explicou o trombonista português.

João Martinho, de 23 anos, é natural de Guimarães e vive em Berlim desde 2012 onde frequenta um mestrado na Universität der Künste Berlin, orientado pelo professor Stefan Schulz, sendo bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian.

No próximo ano termina os estudos e permanecer em Berlim é uma possibilidade.

“O objetivo é fazer provas para orquestras na Alemanha ou noutro país que me dê condições de vida e trabalho”, explicou o trombonista.

Nascido em 1991, o trombonista teve o seu primeiro contato com a música aos sete anos de idade na banda musical de Caldas das Taipas e, mais tarde, ingressou no conservatório de música Calouste Gulbenkian de Braga, tendo concluído em 2009 o 8.º grau de trombone na classe do professor Zeferino Pinto.

Em 2009, iniciou os estudos na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto. Nesse ano obteve o 1º Prémio no Concurso Internacional de Música Terras de la Sallette, na categoria júnior e voltou a receber a mesma distinção em 2012, na categoria sénior.

Em 2013, obteve o 2º Prémio (Nível Superior) na 27ª edição do Prémio Jovens Músicos.
por Lusa

Atualização em 26 Outubro 2016