10 Setembro 2019

André Gonçalves Pereira

O Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian lamenta o desaparecimento de André Gonçalves Pereira, administrador não-executivo da Fundação entre 2002 e 2012.

André Gonçalves Pereira
André Gonçalves Pereira

O Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian manifesta o seu profundo pesar pela morte, no dia 9, do seu antigo Administrador, o Professor Doutor André Gonçalves Pereira, e apresentou à sua família as mais sentidas condolências.

Ao longo de dois mandatos como Administrador não-executivo, entre 2002 e 2012, a Fundação Calouste Gulbenkian pôde contar com o seu importante contributo em diversos momentos decisivos da vida da instituição. “Não esquecemos a sua presença e a atenção que dava às questões mais complexas, sempre com sábio conselho, com exigência e sentido de humor. A Fundação Calouste Gulbenkian considera-se de luto pela morte de um Amigo, uma referência de cidadania, de humanismo e de sabedoria”, referiu a Presidente da Fundação, Isabel Mota.

A Fundação não esquece como sempre beneficiou da notável inteligência de André Gonçalves Pereira, do seu profundo conhecimento jurídico e da sua visão do mundo, servidos de uma superior capacidade de análise e sentido crítico, que deixaram uma marca profunda na instituição.

A Fundação associa-se às cerimónias fúnebres que decorrem pelas 19h de dia 20, no Estoril, com a participação do Coro Gulbenkian.

Atualização em 10 Setembro 2019