Para quem são os museus? Uma visita pedagógica digital

Visita online

Quais as questões e processos que levaram à criação de uma determinada visita guiada? Como escolher o enfoque e a abordagem mais adequados? Como desenhar estratégias para uma criança, um jovem e um adulto? Como criar materiais mediadores que reforcem verdadeiramente o trabalho de exploração de uma obra e potenciem a aprendizagem?
Estas visitas pedagógicas, agora também em versão digital, pretendem ser uma possibilidade de responder a estas e outras questões a partir da demonstração e da desconstrução dos nossos projetos educativos, dando a conhecer as suas premissas, opções e estratégias.
Existe a possibilidade de realizar visitas exclusivamente destinadas a abordar as estratégias para trabalhar com necessidades educativas especiais.

Palavras-chave
Metaaprendizagem, metavisita, estratégias pedagógicas, públicos, metodologias

Conceção e orientação
Andreia Dias, Diana Pereira, Margarida Rodrigues, Margarida Vieira, Susana Gomes da Silva

 


Nota: Sujeita a marcação A plataforma online de videoconferência será definida aquando da marcação, podendo utilizar-se a da Fundação Calouste Gulbenkian ou a da própria escola/ instituição. Uma vez que estas sessões digitais assentam num modelo de discussão participativa em direto, e não numa visita pré-gravada, o professor deverá indicar, aquando da marcação, os objetivos da visita, para uma melhor adequação das estratégias ao perfil do grupo.

 

Instituição

Data de Marcação

Local

Dados do grupo

 Requer marcação

Entre em contacto connosco para que possamos organizar uma sessão que se adapte às suas necessidades.

Faça o seu pedido de marcação

Sobre a atividade:

Duração: 60 minutos

Mínimo de participantes: 10

Máximo de participantes: 30

Idioma: Português

Free

Onde:

Local: Plataforma de videoconferência