O Museu vai à escola: olhos nos olhos, cidadania em ação

Visita além-portas

Um museu é feito de vários olhares. O olhar dos artistas, os olhares impressos nas obras criadas, os olhares de tantos quantos aqueles que as visitam e observam. Também cada escola é feita de diversos olhares, perspetivas, conhecimentos e sentires. Nesta visita além-portas, dinamizada em quatro sessões, propõem-se encontros com a escola, de forma a criar um espaço de pensamento crítico e criativo, um lugar de cruzamento de olhares e perspetivas sobre temas como os movimentos migratórios e a diversidade cultural das sociedades onde vivemos, a dignidade humana e o respeito pelo outro. Usando as obras da Coleção como ponto de partida, este conjunto de sessões propõe o desenvolvimento de estratégias, atividades e exercícios de pensamento crítico, criativo e empático sobre temas contemporâneos para que possamos construir comunidades inclusivas e igualitárias.

Palavras-chave
Cidadania, direitos humanos, interculturalidade, migração, sustentabilidade

Conceção e orientação
Joana Simões Piedade, Raquel Feliciano, Ricardo Mendes

Para quem?
Escolas da Área Metropolitana de Lisboa

Um mundo em movimento

A obra do pintor britânico William Turner (entre outras) é o ponto de partida para uma sessão dedicada ao tema das migrações no mundo e às motivações para estes movimentos de pessoas.  

Podemos mudar o passado?

Nos últimos anos, o debate em torno da escravatura, do colonialismo e do racismo tem-se intensificado na sociedade portuguesa. Nesta sessão, a partir de uma obra do artista plástico luso-angolano António Ole (entre outros exemplos da coleção do Centro de Arte Moderna), promoveremos uma reflexão sobre os «corpos roubados» e os seus reflexos na História e na sociedade atual.

Construir outros olhares

Estas sessões propõem um modelo de trabalho mais oficinal, que complementa o trabalho realizado nas duas sessões anteriores. Neste sentido, será feito um trabalho participativo de construção de novos mapas e planisférios, que desafia as nossas visões habituais e nos fará ver o mundo com outros olhos, ganhando novas perspetivas e pontos de vista. E um projeto de criação plástica com recurso a fotografia, pintura ou colagem, de forma a podermos desconstruir e reinventar o modo como nos vemos e representamos uns aos outros, seguido de exposição e debate.


Nota: Requer marcação prévia entre as escolas e as equipas educativas para definir regras e procedimentos. Os mediadores da Fundação Calouste Gulbenkian deverão cumprir os procedimentos definidos pela Direção-Geral da Saúde no âmbito do ambiente escolar, sendo o uso de máscara obrigatório por todos os envolvidos na atividade em questão.

Instituição

Data de Marcação

Local

Dados do grupo

 Requer marcação

Entre em contacto connosco para que possamos organizar uma sessão que se adapte às suas necessidades.

Pedido de marcação

Sobre a atividade:

Duração: 90 minutos - 4 horas

Mínimo de participantes: 10

Máximo de participantes: 1 turma

Idioma: Português