GeraJazz e Convidados

10 anos da Big Band GeraJazz

Slider de Eventos

Passando pela tradição popular afro-americana e pelo jazz modal de Herbie Hancock, bem como pelo swing e o funk soul de Jaco Pastorius e Nina Simone, ou pela bateria enraizada na tradição de Art Blakey, entre outras influências, o GeraJazz trabalha importantes temas do jazz internacional, incluindo arranjos inéditos encomendados para este ensemble.

Vários são os músicos de jazz que têm colaborado com o Gerajazz ao longo destes anos em festivais de jazz e diversos concertos. Neste concerto comemorativo do 10º aniversário, o Gerajazz conta com a honrosa participação de Salvador Sobral (voz), Mário Laginha (piano), Ricardo Toscano (saxofone) e Mário Delgado (guitarra).

A direção artística do GeraJazz e o concerto de hoje estão a cargo do maestro Eduardo Lála.


Programa

Alfred Ellis
Chicken 

Oliver Nelson
Stolen Moments 

Gerald Marks/ Seymour Simons
All of Me 

Cole Porter
Easy to Love 

Bobby Timmons
Moanin 

Ignacio Jacinto Villa Fernández “Bola de Nieve”
Ay Amor

Jimmy Van Heusen/ Johnny Burke
Polka Dots and Moonbeams

Anthony Newley/ Leslie Bricusse
Feeling Good 

Jimmie Davis
You are My Sunshine 

Sam Theard/ Fleecie More
Let the Good Times Roll 


ARTISTAS

CONVIDADOS

Salvador Sobral Voz
Ricardo Toscano Saxofone
Mário Laginha Piano
Mário Delgado Guitarra

GERAJAZZ

Eduardo Lála Maestro
Beatriz Nunes Voz
Catarina Amorim Voz
Juvânia Gomes Voz
Edvânia Moreno Violino
André Capela Saxofone
Dilan Premgi Saxofone
Claudio Canuté Saxofone
Diogo Balhé Sax tenor
Mateja Dolsak Sax tenor
Bernardo Pereira Sax barítono
Maria Fonseca Trompete
Rodrigo Araujo Trompete
Catarina Barroso Trompete
David Lourenço Trompete
Moisés Fernandes Trompete
Daniel Lourenço Trombone
Isalcino Sousa Trombone
Raquel Santos Tuba
Afonso Lucas Guitarra
Nuno Tavares Piano/Teclados
João Paulo Barroso Baixo/Tuba
Inês Pereira Contrabaixo
Pedro Pinto
 Contrabaixo
Mateus Verdilheiro Bateria
Bruno Ivan Percussão
André Jesus Percussão


BIOGRAFIA

Eduardo Lála tem desenvolvido a sua carreira musical como músico, maestro, professor e produtor em projetos de diversos estilos musicais. Formado em trombone e direção de orquestra, terminou o Global Leaders Program em 2020.

Foi professor na ETIC e na Escola Profissional Ofício das Artes, coordenador do Curso de Jazz do Conservatório de Lisboa, professor de Big Band do Conservatório Nacional e ainda professor de trombone, naipe e coordenador de sopros na Orquestra Geração. Dirige e coordena o projeto Gerajazz desde o início do seu percurso pedagógico e musical.

Colaborou com diversas orquestras nacionais e internacionais, incluindo, em 2018, com a Sistema Europe Youth Orchestra, como elemento da Creative Team, em Birmingham e Londres.

Participou em mais de 35 discos e projetos na área do jazz, música contemporânea, world music, funk, pop, rock, música improvisada, música de teatro e música erudita, tendo realizado concertos em várias partes do mundo.

Em 2021, foi premiado com estrela de bronze na categoria de direção de orquestra no Music & Stars Awards.


O Gerajazz surge no ano letivo de 2010/2011 no seio da Orquestra Geração, projeto centrado na ação e desenvolvimento social através da música, que se inspira no Sistema de “Orquestras Infantiles e Juveniles” da Venezuela.

De dimensão variável e com direção artística do maestro e professor Eduardo Lála, o Gerajazz, contando com apoio mecenático do BNP Paribas, tem vindo a desenvolver um intenso trabalho de formação dos seus intérpretes, para a constituição de uma orquestra de jazz.

Entre 2011 e 2017, realizaram-se estágios de aprendizagem e aperfeiçoamento aos elementos do Gerajazz em parceria com a Escola de Jazz do Hot Clube.

Em 2019, realizou-se um workshop aberto à comunidade com músicos e professores com experiência internacional em parceria com a NOVA SBE e o BNP Paribas.

No ano letivo de 2020/2021, a Orquestra Geração inicia o seu primeiro núcleo com formação de raiz na área do jazz, em Oeiras, com o apoio do município e cofinanciado pelo programa “Cultura para Todos”, Portugal 2020, com uma orquestra e um coro compostos por 23 alunos entre os 10 e os 14 anos de idade.


A Fundação Calouste Gulbenkian reserva-se o direito de recolher e conservar registos de imagens, sons e voz para a difusão e preservação da memória da sua atividade cultural e artística. Caso pretenda obter algum esclarecimento, poderá contactar-nos através de [email protected]