Fire Shut Up in My Bones

Met Opera Live in HD

Slider de Eventos

A primeira transmissão do ciclo Met Opera Live em HD marca “o momento histórico” em que a instituição apresenta a sua primeira criação de um compositor negro.  Fire Shut in My Bones, de Terence Blanchard, músico proveniente do jazz, com libreto de Kasi Lemmons, irá transportar-nos para a história de superação de um homem que transcende uma vida de traumas e sofrimento.


VÍDEOS


Programa

New York Metropolitan Opera Orchestra
Yannick Nézet-Séguin Maestro
James Robinson / Camille A. Brown Encenação
Allen Moyer Cenografia
Paul Tazewell Figurinos
Christopher Akerlind Design de Luzes
Greg Emetaz Design de Projeções
Camille A. Brown Coreografia

Angel Blue Soprano
Latonia Moore Soprano
Will Liverman Barítono

Por ordem de entrada em cena:

Will Liverman Charles
Angel Blue Destiny, Loneliness, Greta
Latonia Moore Billie
Walter Russell III Char’es-Baby
Cheikh M’Baye William
Oleode Oshotse Nathan
Ejiro Ogodo James
Judah Taylor Robert
Ryan Speedo Green Tio Paul
Norman Garrett Capataz
Terrence Chin-Loy Depenador de galinhas
Briana Hunter Ruby
Chauncey Packer Spinner
Denisha Ballew Verna
Marguerite Mariah Jones Lovely (jovem)
Chris Kenney Chester
Cierra Byrd Bertha
Donovan Singletary Pastor
Briana Hunter Mulher pecadora
Calvin Griffin Robert adulto
Terrence Chin-Loy William (adulto)
Errin Duane Brooks Nathan (adulto)
Norman Garrett James (adulto)
Brittany Renee  Evelyn
Donovan Singletary Kaboom
David Morgans Sanchez Pledge
Chase Taylor Nash
Mulheres Denisha Ballew, Christine Jobson, Jasmine Muhammad, Kimberli Render, Nicole Mitchell, Karmesha Peake

 

Terence Blanchard
Fire Shut Up in My Bones
Ópera em três atos

Libreto de Kasi Lemmons, baseado no livro de Charles M. Blow.

Ato I
Charles Blow, de 20 anos, dirige o seu carro por uma estrada secundária do Louisiana com uma pistola no lugar do passageiro. Destiny canta para ele, chamando-o ao passado, à sua casa de infância. Ele começa a reviver memórias desse tempo. O seu “eu” de sete anos, Char’es-Baby, fala com a sua mãe, Billie. Ele está desejoso de afeto, mas Billie está demasiado exausta para lhe dar atenção. Eles são muito pobres. Billie trabalha num aviário e deseja que Char’es-Baby tenha uma boa educação e deixe a cidade. O seu marido, Spinner, é um homem mulherengo e perdulário. Quando ela ouve dizer que ele anda a seduzir outra mulher aponta-lhe uma arma e obriga-o a sair de casa. Billie e os seus cinco filhos vão morar com o Tio Paul. Char’es-Baby sonha com uma vida diferente e coleciona “tesouros” de um ferro-velho enquanto Loneliness canta para ele. Certo dia, o seu primo Chester vem visitá-los. Quando Chester abusa dele sexualmente, Charles fica horrorizado e com vergonha de contar o sucedido. O Charles adulto chora enquanto recorda essas memórias, e Destiny lembra-o de que não há como escapar.

Ato II
À medida que Charles cresce e se torna um adolescente, a sua mente vai ficando cada vez mais confusa e enraivecida e Charles é atormentado por terrores fantasmagóricos. Ele assiste a um serviço religioso onde o pastor está a batizar pessoas, assegurando-lhes que Deus pode perdoar todos os pecados. Charles decide ser batizado, mas os seus demónios interiores continuam a atormentá-lo. Ele tenta falar com os seus irmãos, mas eles recusam-se a fazer conversa. Loneliness reaparece, prometendo ser sua companheira para toda a vida. Evelyn, uma jovem bonita, interrompe as deambulações de Charles. A atração entre ambos é clara. Charles sente um novo sentido de independência e capacidade para lutar por si próprio; a Grambling State University ofereceu-lhe uma bolsa de estudos. Billie fica sozinha e reflete nos sacrifícios que fez pela sua família e pergunta-se o que o futuro lhes trará.

Ato III
Charles é um dos jovens maltratados no seu colégio. Ele encara de forma estoica cada indignidade, a dor não é nova para ele. Mais tarde, numa festa, ele conhece uma jovem atraente, Greta. Ambos iniciam uma relação apaixonada. Charles acaba por partilhar com Greta o seu terrível segredo, mas descobre que afinal ela ainda continua a encontrar-se com outra pessoa. Charles fica de novo só. Telefona para casa, desejando ouvir a voz da mãe. Fica chocado quando Billie lhe diz que Chester se encontra de visita. Nesse momento, Charles decide voltar a casa e, empunhando uma arma, confrontar Chester.
Charles está sentado no seu carro numa rua escura, ciente da escolha que se apresenta perante ele. Destiny começa a cantar para ele de novo, prometendo-lhe sedutoramente ficar a seu lado naquele final sangrento. Quando Charles chega à sua casa de infância, Char’es-Baby aparece e incita-o a deixar para trás a amargura. Charles tem de decidir se vai concretizar a sua vingança ou se vai recomeçar de novo a sua vida.


Mecenas Principal Gulbenkian Música


Relacionados