9 Março 2020 Parcerias para o Desenvolvimento

Formar para melhor comunicar em saúde

Ação de formação em Moçambique e Cabo Verde

Ana Moutinho na formação em Moçambique

A Fundação Calouste Gulbenkian promoveu ações de formação em “Comunicação de Ciência em Saúde” em Moçambique e em Cabo Verde.

O atual surto de coronavírus foi um dos estudos de caso mais trabalhados na formação, cujo objetivo é ajudar os investigadores e as instituições a comunicar melhor em saúde pública, bem como na apresentação e divulgação dos resultados e impacto da investigação científica.

Os cursos decorreram enquanto o COVID-19 tomava proporções globais, o que permitiu analisar as situações em tempo real, as melhores práticas em comunicação de crise, a força do spin mediático e os perigos da propagação de notícias falsas. Foram treinadas competências escritas e de apresentação oral, a relevância da visibilidade na comunidade académica e a relação com os media e com os decisores políticos.

As duas ações de formação, orientadas por Ana Correia Moutinho (professora no ISEG-Lisboa), tiveram uma forte componente prática e contaram com cerca de 35 participantes incluindo investigadores, profissionais de saúde como médicos e enfermeiros locais, além de reguladores na área da saúde.