Bolsas Gulbenkian Mais

Novo programa de bolsas integra formação desenvolvida e testada na Google

A Fundação Calouste Gulbenkian lança em outubro novo programa de bolsas que apoia jovens com as melhores notas e menos recursos financeiros, promovendo competências como a inteligência emocional e a capacidade de liderança através de uma formação desenvolvida e testada na Google. Mais do que uma bolsa, este é um programa de aceleração, que prepara os estudantes para carreiras de sucesso, promovendo a igualdade de oportunidades.

A Bolsa Gulbenkian Mais corresponde ao valor da propina efetivamente suportada pelo estudante, até ao limite da propina máxima fixada para o 1º ciclo de estudos do Ensino Superior Público para o ano letivo em causa. Pode incluir ainda um complemento para aquisição de material bibliográfico e escolar, bem como um complemento de transporte, de acordo com tabela anual estabelecida pela Fundação.

Candidaturas abertas entre 1 e 23 de outubro.

Inscreve-te

 

Estas bolsas são dirigidas a estudantes de todo o país que se candidatam pela primeira vez à universidade e que têm uma média de entrada superior a 18 valores. Só os melhores alunos com maiores necessidades financeiras poderão candidatar-se às Bolsas Gulbenkian Mais e os estudantes selecionados terão acesso a uma formação certificada em inteligência emocional e liderança, a mentores e a sessões de networking com outros bolseiros Gulbenkian.

“Para além das competências profissionais, hoje é fundamental ter instrumentos para o relacionamento interpessoal, para o trabalho em equipa, para a mudança”, sublinha Margarida Abecasis, responsável pelas Bolsas Gulbenkian. As chamadas soft skills (competências pessoais ou transversais) têm grande relevância num mundo em constante transformação, cada vez mais competitivo.

A Bolsa Gulbenkian Mais vai permitir acelerar o desenvolvimento pessoal e profissional dos bolseiros através de um programa certificado de inteligência emocional e liderança, desenvolvido e testado na Google. Foi na gigante tecnológica que nasceu um programa que juntava especialistas em mindfulness, neurociências e inteligência emocional. O programa tornou-se tão popular, dentro e fora da Google, que deu origem ao Search Inside Yourself Leadership Institute e que oferece atualmente formação certificada a organizações em todo o mundo.

Inquéritos realizados com estudantes universitários que já fizeram esta formação revelam que, no final deste programa, 89% dos inquiridos conseguiu reduzir o stress, 91% conseguiu aumentar a sua “clareza mental”, 79% conseguiu aumentar os níveis de energia, 91% aumentou a sua capacidade de manter a calma perante situações de adversidade e 85% aumentou a capacidade de se relacionar com outras pessoas na universidade.

Composto por uma formação presencial intensiva de dois dias, com acompanhamento especializado online durante um ano, o programa segue o modelo de Inteligência Emocional de Daniel Goleman, procurando otimizar a mente para um alto desempenho, liderança e bem-estar sustentável. Esta formação certificada, que normalmente tem um custo para os formandos que pode ascender a centenas de euros, será para os bolseiros um complemento da formação académica, que irá distingui-los em termos curriculares.

Pretende-se ainda que, durante o período da bolsa e ao longo da sua carreira, os bolseiros construam ligações de entreajuda e um sentimento de pertença a uma vasta rede, através de sessões de networking com novos e antigos bolseiros Gulbenkian que são já cerca de 45 mil, desde que a Fundação Gulbenkian começou a atribuir bolsas, em 1956. No âmbito deste novo programa, os bolseiros mais antigos podem tornar-se mentores dos mais jovens, reforçando valores como a camaradagem, a não competição, a entreajuda e a partilha.

Promovendo a igualdade de oportunidades, a Bolsa Gulbenkian Mais poderá ser renovada anualmente, até ser atingido o grau de mestrado, desde que o bolseiro obtenha um bom desempenho académico durante o período de estudos na universidade.