Visita orientada: Jardins, cogumelos e o fantástico reino fungi

Slider de Eventos

Data

Loading

Local

Jardim Gulbenkian

O reino fungi oferece-nos uma infinidade de utilizações desde petiscos deliciosos, − ou altamente tóxicos −, medicamentos, fermentação para criação de bebidas e o fabrico de pão. É, também, um dos reinos mais misteriosos da natureza, uma vez que os fungos se desenvolvem em grande parte longe do olhar humano, por exemplo, no solo.
Aí os fungos formam um sistema de comunicação entre as árvores e são importantes parceiros de mais de 90% das plantas, facilitando o acesso a nutrientes e água. À superfície, é-nos impossível ficar indiferente à diversidade e beleza dos cogumelos silvestres − que são, na verdade, a frutificação de alguns fungos.
O papel que os fungos desempenham na biosfera é absolutamente vital. Os fungos são os principais responsáveis pela reciclagem de nutrientes em todos os habitats terrestres, os únicos capazes de degradar a madeira. Juntamento com as bactérias, os fungos são responsáveis pela decomposição da matéria orgânica morta, repondo os nutrientes necessários ao crescimento das plantas no solo, fechando o ciclo da vida.
Nesta visita, com a bióloga Susana Gonçalves vamos conhecer melhor este universo e aprender estratégias para contribuir para a diversidade destes seres vivos nos nossos jardins.

Conceção e orientação: Susana C. Gonçalves (investigadora da Universidade de Coimbra, presidente do ECCF ─ European Council for the Conservation of Fungi − e membro do comité para a conservação de fungos da IUCN)


INFO ADICIONAIS

  • Ponto de encontro na entrada do Edifício Sede (lado exterior);
  • No caso de condições atmosféricas adversas, a atividade irá decorrer em espaços interiores e exteriores. Por isso, os participantes devem vir equipados com roupas e acessórios adequados às mesmas. E devem trazer calçado confortável.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.