Ciclo de Fotografia Portuguesa Contemporânea (Segunda Parte)

Ciclo «Fotografia como Arte. Fotografia como Suporte»

Segunda exposição do «Ciclo de Fotografia Portuguesa Contemporânea», uma iniciativa do Leal Senado de Macau, organizado em parceria com o Centro de Arte Moderna e o Serviço ACARTE. Foi apresentada uma seleção das obras fotográficas de Cruz Filipe (1934), Jorge Molder (1947) e Gérard Castello-Lopes (1925-2011).
Second exhibition of the Contemporary Portuguese Photography Series, an initiative of the Municipal Council of Macau organised in partnership with the Modern Art Centre and the ACARTE department. The show featured a selection of photographic works by Cruz Filipe (1934), Jorge Molder (1947) and Gérard Castello Lopes (1925-2011).

No seguimento do ciclo de exposições «Fotografia como Arte/Fotografia como Suporte», organizado pelo Centro de Arte Moderna (CAM) com a colaboração do Serviço de Animação, Criação Artística e Educação pela Arte (ACARTE), António Conceição Júnior (conservador do Museu Luís de Camões – Leal Senado de Macau) manifestara o seu interesse em apresentar o ciclo em Macau, o qual constituiria, nas suas palavras, «um desvendar, para a população local, sobretudo para aquela que se dedica à fotografia, de outras linguagens, perceptivelmente mais herméticas do que o olhar naturalista a que estamos habituados» (Ciclo de Fotografia Portuguesa Contemporânea, 1988).

Enquanto no CAM os artistas selecionados tinham exposto o seu trabalho individualmente, na Galeria de Exposições do Leal Senado o ciclo desdobrou-se em dois momentos. Sob o título «Ciclo de Fotografia Portuguesa Contemporânea (Segunda Parte)», foi apresentada uma seleção das obras fotográficas de Cruz Filipe (1934) Jorge Molder (1947) e Gérard Castello-Lopes (1925-2011). Diferentes abordagens da fotografia, desenvolvidas por um pintor e dois fotógrafos, partilhavam assim o espaço da galeria.

As composições de Cruz Filipe, sobreposições de realidades díspares, de lugares de alteridade e identidade conviviam com as fotografias de lugares de Jorge Molder, com as quais o artista subvertera a ideia convencional de imagem fotográfica enquanto reprodução exata da realidade, apresentando-a como registo de visões, memórias, imaginações. O terceiro elemento deste grupo, Gérard Castello-Lopes, foi também representado por alguns dos seus registos de lugares, mas neste caso com registo de paisagens sociais, nas quais não havia lugar para a intimidade.

Este ciclo surgia, portanto, como uma primeira aproximação do público macaense à diversidade de propostas da fotografia portuguesa do século XX.

Mariana Roquette Teixeira, 2017

Following the cycle of exhibitions «Fotografia como Arte / Fotografia como Suporte» [Photography as Art / Photograpy as Media] organized by the Modern Art Centre (CAM) in collaboration with the Department of Artistic Creation and Art Education(ACARTE), António Conceição Júnior (Museu Luís de Camões’ curator – Leal Senado of Macao) expressed his interest in presenting this cycle in Macao which would be, in his own words “(…) an unravel for the local population, especially those devoted to photography, of other languages noticeably more hermetic than the naturalistic view we are accustomed to” (Ciclo de Fotografia Portuguesa Contemporânea, 1988).

While at the CAM, the selected artists had exhibited their work individually, at the Exhibitions Gallery of the Leal Senado the cycle unfolded into two moments. A selection of photographic works by Cruz Filipe (1934) Jorge Molder (1947) and Gérard Castello-Lopes (1925-2011) was featured, titled «Ciclo de Fotografia Contemporânea (Segunda Parte)» [Contemporary Photography Cycle (Second Part)]. Different approaches to photography, developed by a painter and two photographers, shared therefore the gallery space. Cruz Filipe’s compositions, overlapings of disparate realities, of places of alterity and of identity lived together with Jorge Molder’s photographs, in which the artist subverted the conventional idea of the photographic image as an exact representation of reality, presenting it instead as a record of vision, memories and imaginations. The third element of this group, Gérard Castello-Lopes, was also represented with some of his records of locations, which, in this case, dealt with social landscapes in which there was no room for intimacy.

This cycle emerged therefore as a first approach of the Macanese audience to the diversity of proposals in the Portuguese photography of the twentieth century.


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

Waiters

Jorge Molder (1947-)

Waiters, 1986 / Inv. FP558

Waiters

Jorge Molder (1947-)

Waiters, 1986 / Inv. FP558


Publicações


Documentação


Fontes Arquivísticas

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00150

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém correspondência, listagem de obras, relatório de Manuel Magalhães, recortes de imprensa. 1987 – 1989


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.