Genética de Doenças

Carlos Penha Gonçalves

Muitas situações de doença e disfunção de órgãos são controladas por fatores genéticos. No laboratório de Genética de Doenças, os investigadores estão interessados em descobrir como é que a expressão destes fatores em células específicas, influenciam trajetórias de inflamação e condiciona o resultado de doenças infecciosas.

Sob este tema desenvolvem projetos distintos que incidem sobre:

  1. o papel protetor dos trofoblastos fetais durante a malária placentária;
  2. a ação das células endoteliais do cérebro na propagação da inflamação durante a malária cerebral; e
  3. as respostas das células de Kupffer ao dano hepático.

Para executar estas linhas de investigação recorrem ao uso de vários recursos incluindo coleções de amostras humanas, modelos murinos de doença e sistemas otimizados de cultura de células primárias.

Este trabalho leva os investigadores a questionar como é que a adaptação fenotípica de grupos de células específicas, desencadeada por ambientes inflamatórios e infecciosos, condiciona respostas do órgão e/ou respostas sistémicas face a um subsequente desafio.

Esperam com esta investigação contribuir para a aproximação entre os campos das doenças infeciosas e metabólicas e elucidar o papel dos mecanismos de adaptação a situações de doença na proteção de funções orgânicas e sistémicas.


Projetos


Publicações